quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Brusque raçudo, a um empate da segunda fase

O Brusque começou o jogo dando susto, mas depois que tomou um a zero do Atlético-GO acordou, e o que se viu foi um primeiro tempo espetacular, com chances de ambos os lados. Nestor Simionato deu uma outra cara o time, William e Aloísio apareceram e o time virou o jogo. Mas ficou aquela sensação de que podia ser mais. O goleiro Márcio operou duas lindas defesas, que impediram que o placar fosse mais elástico.

O segundo tempo caiu muito de qualidade. O campo pesado e a correria da primeira etapa, tornaram a parte final em um jogo mais chato, mas também mais estudado. O Atlético não poderia se expôr sob pena de ver o confronto ir para o brejo na ida, mas tinha que tentar ao menos diminuir ao placar. E conseguiu, em um erro individual da defensiva. Aliás, o primeiro gol goiano também foi de falha brusquense, num erro de domínio de Aloísio, que depois faria um golaço de fora da área.

O que dizer do confronto? O Atlético-GO tem que ser respeitado, é um bom time, e joga na Série A. Mas hoje o Brusque mostrou ter condições de jogar de igual para igual com o adversário. Só não pode vacilar como vacilou. De toda forma, a vitória no Augusto Bauer deu ao Bruscão a vantagem do emparte, e isso precisa ser considerado. E a mudança de postura do time hoje dá muita esperança para o returno do campeonato estadual, que começa no sábado de carnaval em casa, em jogo contra o Joinville.

E vamos a Goiânia. Não apenas para transmitir um jogo, mas para, quem sabe, contar a história de uma possível classificação. O jogo de hoje mostrou que sim, é possível.

7 comentários:

  1. A questão é que o Brusque morreu no segundo tempo. Faltou preparo físico.

    ResponderExcluir
  2. Que primeiro tempo foi esse?? enfim acho que encontramos o tecnico certo. que ao menos sabe ver quem deve ser os titulares do time e acabou com a putaria nas laterais..foi uma pena tomar gols de bobeira como tomamos, espero que o leandro Leite tenha aprendido a lição e esfria a cabeça um pouco antes de entrar em campo, senão vai ser expulso toda partida. o time deles não é nenhum bicho papão, mas aquele Marcão (9) e craque e entra driblando dentro do gol com bola e tudo se bobiar, melhor jogo do ano.. saimos com a missão cumprida e com o orgulho de torcer para este time

    ResponderExcluir
  3. Time jogou bem no primeiro tempo. O técnico modificou a postura do time em campo, mas não conseguiu corrigir o defeito cronico do Brusque: tomar 2 gols por jogo.

    Tem que analisar e ver o que está acontecendo. Zaga ruim? Falta de comunicação na defesa? Erros infantis (Leandro Leite)??

    Um time que quer chegar não pode continuar com essa média.

    ResponderExcluir
  4. Mas acima de tudo, parabéns pela vitória. Gostei de ver que o Teti não faz tanta falta assim.

    ResponderExcluir
  5. Achei um link legal sobre esse novo zagueiro Renato Martins

    http://reporterguilhermemaia.blogspot.com/2010/12/marilia-contrata-zagueiro-renato.html

    ResponderExcluir
  6. Talvez um dos problemas do BFC tomar tantos gols, além da zaga, é o goleiro. O Xirú já tinha levantado essa lebre.

    Todos os goleiros pegam bolas difíceis e salvam gols quando jogam contra o Brusque. Ontem foi um exemplo. O goleiro salvou 2 gols.

    Em todos os jogos desse ano, não vi os goleiros do Brusque salvarem nenhum gol, ou pelo menos pegarem bolas difíceis. Bola difícil que vai pro gol entra. Sem contar as fáceis.

    O Xirú tinha sugerido contratar o Vanderlei, goleiro muito bom que já jogou no Brusque no tempo do Alessandro.

    Acho que o Nestor deveria conversar com a diretoria sobre isso. Um goleiro não é investmento tão alto.

    ResponderExcluir
  7. Não confundir sugestão com reclamação. Acho o time muito bom, estamos muito contentes com as perspectivas, e o plantel tem pouco ajustes a fazer. A direção está fazendo de novo um ótimo trabalho e parece que acertou também com a contratação do novo técnico.

    O Renato parece ser um bom zagueiro. Ótimo ter mais essa opção para tentar acertar um dos nossos pontos fracos. Da mesma forma o Lenilson, que tem potencial de sobra pra substituir o Têti e ser mais uma boa opção para o meio de campo, junto com o Marcelinho e William.

    Queremos ver o Bruscão disputando títulos e indo para as finais. Temos time pra subir com folga pra Série C e para disputar as finais do estadual. Por isso os pontos fracos tem que ser identificados, e se possível, corrigidos.

    ResponderExcluir