segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Demorou, mas Benazzi caiu

O coro de "Fora Benazzi" era ecoado aos quatro cantos pela torcida. Depois de más atuações, ele foi vítima de um planejamento que, se não foi dele, teve a sua aceitação já que era treinador, logo, é um dos culpados.

Sua queda era questão de tempo. E o anúncio da sua demissão nesta segunda-feira dará tempo ao novo treinador para trabalhar, já que o jogo contra o Vilhena pela Copa do Brasil será só na quarta da semana que vem, e a estreia no returno do Estadual no sábado de carnaval, em Chapecó.

Vejo pelas redes sociais uma divisão em torno do nome de Silas, número 1 da lista de preferências, para retornar ao comando avaiano. Muitos o querem e o vão querer sempre de volta, pela importância no contexto histórico do clube, como o treinador do acesso. Mas há quem se lembre de toda a confusão causada depois da sua ida para o Grêmio, e principalmente no confronto da Copa do Brasil. O mundo do futebol dá voltas mais rápidas que o mundo terráqueo. Uma entrevista coletiva com um pedido de desculpas e nova declaração de amor pode resolver tudo. Aguardemos as novidades avaianas.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário