segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

A rodada: equilíbrio impressionante

Após a sétima rodada, constata-se que o vaivém dos resultados do Estadual não permite que ninguém dispare na frente na classificação do turno, o que torna a montagem das chaves das semifinais uma grande incógnita. Ninguém está garantido, faltando duas rodadas para o final.

O Figueirense está praticamente lá, embora precise de pontos. Tem um jogo complicado em Criciúma, onde uma derrota poderá lhe custar a primeira colocação, o que, em falando de decisão em jogo único e com vantagem do empate para o mandante, é muita coisa. Já o Tigre, em vencendo o Figueira, vai para Itajaí domingo dependendo só se si para garantir o primeiro posto.

A Chapecoense tem dois jogos em casa, e tem uma posição confortável, mas não pode repetir a atuação da derrota para o Marcílio. Vencendo o Concórdia, vai a 14 e pode já estar classificado, dependendo de resultados. Jogaria a última rodada pelo mando de campo.

A quarta vaga promete uma briga mais interessante: o Joinville, com 10 pontos, tem um jogo difícil em Imbituba, e se perder, será ultrapassado pelo próprio Zimba. O Marcílio enfrenta o embalado Avaí e tem a tarefa mais complicada. Já o Brusque é o único dos postulantes que joga em casa, pegando o Metropolitano, e se vencer, entra na briga. Problema é que terá que fazer resultado em Chapecó no domingo, o que é mais bem complicado.

Agora, a briga contra o rebaixamento: o Concórdia arrumou um empate contra o Brusque que foi péssimo para os dois times. O Galo do Oeste tem três jogos complicados pela frente: Chapecoense, Avaí e Criciúma, este último já pelo returno. A briga pela segunda vaga vai se arrastar até o segundo turno, já que do oitavo ao quarto colocado, a diferença é de só dois pontos. Quem perder fôlego na reta final poderá acabar na degola.

Mas o equilíbrio do Estadual também pode ser marcado pelo fato de nenhum time conseguir engatar uma sequência de vitórias. No segundo turno, com o Avaí entrando na briga direta, a situação tende a melhorar muito.

5 comentários:

  1. Eita que a galera anda desesperada aqui hein Rodrigo...
    Pelos comentários nos posts anteriores, to vendo que tá cheio de técnico, presidente (contratando e dispensando todo mundo)... ta doido, um mais sem noção que o outro.
    Mas voltando ao que interessa, acho que o Brusque ainda pode sim brigar pela vaga e digomais, pela segunda posição... não acho tão impossivel assim trazer 3 pontos de chapecó... como vc mesmo explicou ta tudo muito nivelado...
    Acho que aqui ganhamos do Metrô, jogo feio... mas ganhamos, ah e pra galera do desespero, temos que levar em consideração além dos erros de arbitragem e incompetência do Brusque que as reviravoltas nos jogos também devem se aos meritos dos adversários...
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. sabe rodrigo!estou torcendo muito que caia algum clube importante...pois queria ver oque nossa federaçao vai fazer a respeito esse ano...sei que é dificil de acontecer..mais como vc falou a diferenca do quarto pro oitavo é de apenas 2 pontos...muita coisa pode acontecer!apesar se ter certeza que o avai nao cai,nem tem time pra isso.ja imaginou se acontece isso...ninguem esperava e aconteceu ano passado com a chapecoense...mais ainda acho que cai imbituba e concordia...apesar de torcer pra q nao aconteça.

    ResponderExcluir
  3. Rodrigo, querer que o Avai FC seja rebaixado no catarinense é a mesma coisa que o Brasil ficar fora de uma Copa do MUndo. Não viaja!!! Adiretoria planejou ficar fora da disputa do turno e vai brigar no returno. Se vai ser campeão é outros 500. Não deixa chegar.... com ingressos apopulares não tem pra ninguem. Torço pra que o Brusque não caia. Afinal é um bom lugar pra ir ver os jogos!!

    ResponderExcluir
  4. ao amigo aí de cima

    o avaí ano passado se segurou pela corda da descarga pra não ser rebaixado e assim vai aos trancos e barrancos. ano passado também teve que contar com ajuda do juiz para ganhar do brusque no segundo turno e disputar o título depois. foram 2 penaltis não marcados e vários erros que ajudaram o avaí. se não fosse o juiz teria perdido aquele jogo. aqui em sc times chamados grandes ficam um ano ou dois na série A e depois despencam, como foi o caso do joinville, criciuma, e figueirense e avaí. pra todos nós a realidade do Avaí é essa descrita ai em cima. Pra você que é torcedor deve ser outra. nós consideramos avaí time pequeno.

    ResponderExcluir
  5. quanto ao brusque não precisa se preocupar que não vai cair. tenho certeza que vamos disputar o segundo turno pra ganhar. o que está atrapalhando a gente é só o técnico porque time nós temos. além disso, temos copa do brasil, série d, e se tudo correr como planejamos vamos para a série c. é melhor vc se preocupar com o seu avaizinho e começar a rezar pra não cair.

    ResponderExcluir