terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Santa Catarina pode perder Mundial de Handebol Feminino

Me lembro que no ano passado, aqui em Brusque, com muita pompa, foi lançado o Campeonato Mundial de Handebol Feminino, que seria todo ele disputado em ginásios de Santa Catarina. Na apresentação, tudo muito bonito. Na prática, uma ideia que começa a afundar. Motivo: falta de estrutura.

Foi o que disse o diretor-geral da Fesporte, Adelir Pecos Borsatti, em uma entrevista à Rede de Notícias da Acaert. Segundo ele, há algumas cidades que tem uma Arena, mas não tem rede hoteleira suficiente. Além disso, Joinville optou em sediar as Olimpíadas Estudantis na mesma época e Florianópolis, que sediaria a final, não terá a Arena do Sapiens Parque pronta até dezembro.

O prazo para confirmação da sede encerra no dia 15, e Pecos está em Curitiba, oferecendo "rachar" a sede do Mundial com o Estado vizinho. Segundo ele, Brusque, Blumenau e Itajaí estão confirmados, mas são necessárias quatro sedes para as 24 seleções, e por isso a negociação com Curitiba. Daí, ele baterá o martelo, se confirma a sede do Campeonato ou se abre mão de organizá-lo, a 9 meses do início. Outro problema é que, para a realização da decisão, é necessário um ginásio com capacidade de 6 a 8 mil pessoas (a Arena Jaraguá é a única do Estado com essa capacidade, mas foi descartada pela Fesporte), que nenhuma das sedes confirmadas tem. Até levantar uma quadra provisória dentro do CentroSul em Florianópolis já foi uma ideia estudada. A Seleção Brasileira jogaria no Paraná toda a primeira fase.
Semana que vem podemos ter novidades, mas dá pra ver que nosso Estado não está preparado para receber grandes eventos esportivos. A confirmação veio há dois anos e agora, a nove meses do Mundial, aparecem essas indecisões. Onde queremos chegar dessa forma? E quem assistiu o Mundial Masculino, recém-encerrado na Suécia, sabe que falta muito para chegar ao nível europeu. Uma pena.

6 comentários:

  1. Isso é lamentável, deplorável, vergonhoso, mas infelizmente, vindo do que é, não era de se estranhar! Rodrigo, o presidente da CBHb está no poder há 7 mandatos e ele quer se candidatar ao 8! E como está o handebol no Brasil? Bom, por esse artigo que vc escreveu e por outros que tem no meu blog, vc já deve saber...

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Temos que levar esses escandalos a imprensa, o handebol por não ser uma modalidade em evidencia, tudo isso passa despercebido.
    é uma vergonha o que estão fazendo com a nossa modalidade!!!!

    ResponderExcluir
  3. Será que o centro de ventos de Concórdia não tem capacidade pra isso? As delegações podem ficar em Piratuba/SC que conta com mais de 14 hotéis de nivel excelente.

    ResponderExcluir
  4. É realmente lamentável o estado atual do handebol brasileiro.
    Já não bastasse a não evolução técnica do handebol nacional há nível mundial, agora temos que ver a incompetência de nossos dirigentes tomar proporções assustadoras.

    Como há 9 meses da competição mais importante da modalidade não temos confirmação de que o mundial será realizado?

    Isso é inadmissível!

    Pelo Amor de Deus!

    ResponderExcluir
  5. é uma vergonha o Brasil não dar incentivo pra realizar uma Copa do Mundo de Handebol, pois prefere financiar a monopolização de um esporte medíocre, o futebol, e gastar 1000000 de vezes mais caro que se realizar um mundial de handebol. Por isso que o Brasil nunca chegará ao nível europeu, pois não ha incentivo pra realização de eventos de grande importância.

    ResponderExcluir
  6. é uma vergonha o Brasil não dar incentivo pra realizar uma Copa do Mundo de Handebol, pois prefere financiar a monopolização de um esporte medíocre, o futebol, e gastar 1000000 de vezes mais caro que se realizar um mundial de handebol. Por isso que o Brasil nunca chegará ao nível europeu, pois não ha incentivo pra realização de eventos de grande importancia.

    ResponderExcluir