quinta-feira, 3 de março de 2011

Eliminação da Copa do Brasil: ruim no resultado, bom no objetivo

O Brusque sabia que não era favorito para o confronto contra o Atlético-GO. Mas o jogo de ida do confronto mostrou que sim, era possível passar para a segunda fase. Mas uma das regras básicas da Copa do Brasil é não tomar gol dentro de casa. O time tomou dois, sendo um no segundo tempo do jogo após uma falha individual. Como podia clasificar-se com uma vitória simples, o Dragão suou, mas conseguiu o seu gol, com Felipe. O Brusque cai de pé sim, e valorizou e muito a classificação do representante goiano da Série A.

No jogo aqui de Goiânia, o goleiro Márcio fez três grandes defesas, e a dupla Kito-Leandrinho perdeu várias chances. Em jogo desse tipo não se perde chance. O time sentiu a falta de Aloísio, não tinha Lenílson disponível (seu nome saiu no BID só ontem) e quando Nestor Simionato olhou para o banco de reservas, viu que só tinha um jogador de característica ofensiva, Paulinho. Colocou ele em campo no desespero, e como esperado, não correspondeu.

O resultado foi ruim, com certeza. Mas qual o principal objetivo do time no primeiro semestre? A Copa do Brasil? Não, a meta é classificar entre os quatro primeiros do returno no Estadual. E esses dois últimos jogos dão a esperança de que o time está em um caminho certo. Mais ofensivo, mais rápido e com novas alternativas, que dão a esperança de que a segunda parte do Campeonato Catarinense será ainda melhor. Esperemos.

4 comentários:

  1. Um time pequeno que não consegue fazer o resultado dentrro de casa contra um time médio está fora.

    O Brusque teve chance, ganhava por 3 x 1 e o Leandro Leite resolveu fazer uma brincadeira na defesa e entregou o segundo gol. Um jogo que poderia ter terminado 4 x 1 ainda ano primeiro tempo terminou 3 x 2. Isso foi um desastre para o BFC, que pode demporar muitos anos para voltar a participar de uma competição lucrativa como a Copa do Brasil.

    Pior de tudo é tomar 2 gols dentro de casa numa competição onde gol fora de casa é decisivo é pra acaba.

    Erro também da direção que não trouxe a tempo os reforços que o time precisava. Você olhar para o banco num jogo decisivo fora de casa quando precisa buscar o resultado e não ter ninguém pra colocar é fatal.

    Outra coisa é dizer que o objetivo no Catarinense é ficar entre os 4. TOTALMENTE ERRADO ESSE OBJETIVO. Classificar entre os 4 e ficar em quinto ou sexto lugar dá no mesmo. Num regulamento onde não tem jogo de volta, qual a vantagem do Brusque se ficar em quarto ou terceiro?

    Nenhuma. Não vai jogar dentro de casa, não vai ter renda, não vai ganhar de um Figueirense, Avaí ou Criciuma dentro da casa deles.

    Então TEM QUE MUDAR ESSE DISCURSO E DIZER QUE PRECISA FICAR ENTRE OS 2 PRIMEIROS. Fora disso, dá no mesmo ficar em terceiro, quarto, quinto ou oitavo lugar.

    ResponderExcluir
  2. Direção:

    Danilo, André, Carlos, Camargo.

    Tem que mudar o discurso. Se o BFC quiser algum resultado financeiro ou técnico no segundo turno tem que fazer uma reunião com o grupo e colocar como objetivo FICAR ENTRE OS 2 PRIMEIROS.

    O time tem 5 jogos em casa nesse segundo turno. Ganhando todos os jogos em casa e fazendo dois ou três pontos fora de casa, garante vaga entre os 2 primeiros. O mais importante primeiro é NÃO PERDER PONTOS DENTRO DE CASA. ISSO PRECISA COMEÇAR NO JOGO DE DOMINGO.

    Ficando entre os 2 primeiros o Brusque vai ter chance de fazer 2 jogos dentro de casa, ganhar dinheiro com renda e até sonhar com nova vaga pra Copa do Brasil do ano que vem.

    Midia e diretoria precisam corrigir imediatamente esse discurso EQUIVOCADO de dizer que o objetivo é ficar entre os 4. Tem que lembrar que o time tem 5 jogos dentro de casa e pega 2 babas fora (Imbituba e Metropolitano).

    ResponderExcluir
  3. Rodrigo, sou de floripa, torcedor do Figueira, e parabenizo o Brusque pela campanha. Foi por muito pouco q o Brusque não passou de fase. Jogou muito bem aqui em SC, merecia um placar muito melhor. Em GO poderia ter saído tranquilamente com uma vitória. A derrota foi obra do acaso, não merecido.

    Se o Brusque jogar o q sabe tem condições de brigar forte no segundo turno estadual. Entre os times de SC q brigam por uma vaga na série D, o Brusque é o q mais tem chances de representar SC muito bem e se classificar pra série D. Seria um espetáculo 2012 e SC com 6 representantes entre série A/B/C.

    ABraco

    ResponderExcluir