terça-feira, 12 de abril de 2011

Copa SC com cinco times (até agora) vale alguma coisa?

Sem valer vaga na Copa do Brasil, a Copa Santa Catarina, por si só, se esvazia.

Eram oito, viraram seis, e agora são cinco times que até agora confirmaram sua participação. Antes, a CBF exigia um mínimo de seis equipes para que valesse vaga na Série D. Agora, esse número caiu para quatro, o que ainda dá ao campeão a possibilidade de ter calendário cheio em 2012.

E aí que é o importante. Copinha que não vale nada? Quem pensa grande e não tem calendário precisa jogar e entrar com tudo.

Olha o Brusque. Ganhou a Copa no ano passado e está tranquilo quanto ao seu futuro, planejando o seu ano já sabendo que o Campeonato Brasileiro é uma realidade. E vai defender o seu título neste ano, para garantir um calendário em 2012, no caso de não conseguir o acesso para a Série C. Assim, poderá ter de novo um planejamento completo na temporada seguinte.

Para a Chapecoense, realmente, a Copinha não valia muita coisa, assim como também não vale para o JEC. Talvez, como forma de preparação para a Série C, os dois times poderiam usar as partidas como boas experiências. Mas quem quer calendário, precisa jogar tudo o que sabe na Copinha. Entrar para participar, aí sim, é jogar dinheiro fora.

3 comentários:

  1. E o Concórdia vai jogar com o time da base...

    ResponderExcluir
  2. Deveriam mudar o formato e fazer uma copa mesmo com partidas eliminatórias em ida e volta

    ResponderExcluir
  3. JEC e Chapecoense têm que jogar, sim!

    Acho que a Copinha foi fundamental para o acesso do Criciúma no ano passado. Um laboratório e tanto.

    ResponderExcluir