quinta-feira, 26 de maio de 2011

Nervoso, desnorteado e eliminado

O sonho do Avaí acabou.

Acabou com o time perdendo para o Vasco sem oferecer qualquer tipo de resistência. Quarenta e cinco minutos que acabaram com a grande chance que o time tinha para chegar na Libertadores. Um sonho que começou a desmoronar aos quatro minutos de jogo, com o gol contra (de novo) de Révson. Mas não foi o tal gol contra o responsável pela péssima atuação. Durante a semana, todos usaram um discurso duro, contundente, focado na decisão desta noite. Chegou o jogo, e o tal discurso não apareceu em campo.

O Vasco passeou em campo no primeiro tempo, e o Avaí solenemente assistiu. Não aceito o discurso de que "o Vasco fez uma partida perfeita", "foi impecável", essas coisas. Como dizer isso se o time enfrentou ninguém, um adversário bagunçado que abusou do chutão e sequer pensou em organizar uma jogada de meio-campo para chegar no gol de Fernando Prass? Foi uma classificação sem estresse. O time entrou acuado, nervoso, e quando perdia a partida, não buscou o ataque como deveria. Silas, aliás, que tirou Acleisson ainda no primeiro tempo e desmontou a marcação sobre Felipe, colocou Romano em uma posição que nunca havia atuado e não abriu mão dos três zagueiros nem mesmo quando perdia por 2 a 0. Acho que ele deveria saber que, se abrisse o time, poderia tomar mais....

Não deu para chegar na decisão, e agora é pensar na Série A, onde a derrota de hoje expôs várias falhas que vinham sendo de certa forma acobertadas pela boa campanha na Copa do Brasil. Marquinhos, de péssima atuação hoje, está indo embora, dando espaço para que o clube procure uma melhor opção pro seu setor de criação. Outros jogadores poderão sair dando início a um novo time que encarará o resto do ano.

O Avaí chegou longe? Talvez. Mas que pelo menos fosse eliminado jogando com a mesma vontade de outras partidas. Há de se ter cabeça feita em momentos decisivos. E hoje, os jogadores azuis não tiveram.

Foto: Marco Dutra - FutebolSC.com

11 comentários:

  1. Pior é ver membros da RBS tomando as dores do Avaí.

    #silencionacosteira

    ResponderExcluir
  2. Ola Rodrigo, Acho que o Avai começou a perder o jogo para o Vasco na semana passada, comparando o resultado com o que tivera contra o São Paulo, pois havia perdido de 1 à 0, com o empate achava ser mais facil a classificação contra o Vasco. O Silas e os jogadores do Avai fizeram a preleção do clube da colina, o Silas por exemplo, dizendo que o clube da capital tinha 60% de chance e o Vasco 40% chance pra se classificar. O jogo é jogado, ate onde eu sei, sou de Brusque e gostei de ver o Avai cair, e de joelhos. Abraços Rodrigo, parabens pelo seu trabalho.

    ResponderExcluir
  3. É uma pena que os catarinenses ainda torçam pra times do RJ, SP, RS quando enfrentam conterrâneos.

    O Clube dos 13 se fecha cada vez mais, recebendo milhões e milhões, criando uma disparidade gigantesca entre os times de SC e os restantes, muito por culpa nossa (e sua Murilo) que não apoiamos as coisas da nossa terra.

    Sobre o jogo

    Sou avaiano, estou triste, mas ciente da superioridade do Vasco no jogo. Eles mereceram e ponto final. O Avaí jogou muito mal, acho que a pior partida do ano.

    Abraços,

    Daniel

    ResponderExcluir
  4. O JURIDICO DO AVAI PODIA TER LIBERADO PARA JOGAR O JACARÉ, O ADILSON HELENO, FOSSATI, ZENON , DECIO ANTONIO E MAIS UNS 30 GRANDES JOGARES, SÓ ASSIM O AVAI PODERIA TENTAR PASSAR PELO VASCO. TEM QUE RESPEITAR O VASCÃO.

    ResponderExcluir
  5. para o dvpramos.

    voce tem toda a razão. isso que os clubes grandes do brasil fizeram com o avai e figueirense nao é correto. Realmente SC deve se unir e catarinense torcer para Catarinense.
    O primeiro passo seria os grandes de SC, serem mais justos com relação aos pequenos de SC na divisao de cotas de televisionamento (4 grandes ficam com a maior parte do bolo). O segundo passo seria nao apenas transmitir jogos de avai e figueirense na tv aberta, apenas quanto teve classico (e ais finais,) que nao foi transmitido jogos de um dos times da capital. terceiro seria fazer um campeonato nao apenas para atender o interesse de clubes que ja tem calendario por causa do brasileirao serie A e B. sem falar nos privilegios de arbitragem e no tribunal de justiça desportiva. e por ai vai...

    è ruim ser tratado como pequeno neh!! ter que competir com times que recebem verbas de tv 10 vezes maior que vc. nao ter exposição em tv aberta.
    mais ainda bem que tem pessoas que pensam como vc que apoiam as coisas da nossa terra, que nao termina em são josé e que não se resume a florianopois, criciuma e joinville.

    ResponderExcluir
  6. DVPRAMOS, Não da pra escolher o time que se torce, torcemos para estes times porque é o time que podiamos acopanhar a tempos atras, quando figueira e avaí eram 'fora'' de série

    abraço

    ResponderExcluir
  7. Ninguém gosta de torcer pra time pequeno que não seja o da sua cidade. Torcer pra dois times pequenos é demais.

    Assim, aqui em Brusque optamos por torcer para um time grande nacional e para o Brusque FC que é o time da cidade. Clube grande é aquele quer tem vários títulos nacionais, libertadores, campeão do mundo.

    Acredito que até na região metropolitana de Florianópolis, Flamengo e outros times grandes tem mais torcida que Figueirense e Avaí.

    ResponderExcluir
  8. Dvpramos !

    É a mesma disparidade que o AVAI/Figueira/Criciuma/Joinville sempre quiserão criar aqui em Santa Catarina na questão da verba da transmissão.

    Então aqui em SC vc´s podem dominar e fazer o que quiserem....fazendo com que os pequenos fiquem falidos......mas no nacional que convem a igualdade a sim vc´s ai abrem o bico !

    ResponderExcluir
  9. Torço para todos os times catarinenses se darem bem nas suas competições ... menos o Avaí e o JEC.

    ResponderExcluir