quinta-feira, 19 de maio de 2011

Pênaltis a parte, Avaí dá importante passo rumo à final

Vamos olhar pelo resultado final: empate com gols, fora de casa, foi um ótimo resultado para o Avaí. O empate sem gols lhe pertence, e não vi no Vasco um time melhor que o São Paulo, por exemplo. Acredito que, dentro da Ressacada, o Leão vai carimbar sua vaga na decisão da Copa do Brasil.

Os pênaltis são uma história a parte na partida. A bola na mão de Dedé é um lance de interpretação (eu acho que foi), mas acredito que o Wilson Seneme não viu o lance. O que ocasionou o gol vascaíno não  existiu, mas o árbitro não marcou outros dois que, para mim, existiram.

Mas os lances não marcados não vão entrar na estatística. Vamos olhar pro jogo e pro resultado. O Vasco veio numa pressão maluca, com o Avaí conseguindo uma reação interessante, que "marcou território" na partida, fazendo com que o time da casa tomasse mais cuidado com o adversário. No segundo tempo o time azul foi segurando o abafa vascaíno, voltou a tomar iniciativa e abriu o placar, mas a ajuda de Seneme deu o empate à equipe cruzmaltina.

Destaques para, mais uma vez, a segurança de Renan no gol e a bela atuação dos volantes Marcinho Guerreiro e Acleisson, que foram valentes e correram muito buscando o desarme. Ao fim da partida, naquele pênalti nos descontos, o Vasco comemorou o resultado, pois a vaca já estava indo para o brejo, com o gol de Julinho, outro com atuação destacada.

Vem aí o jogo de volta. O Vasco mostrou nesta Copa do Brasil que joga muito bem fora de casa. Mas em contrapartida, o Avaí é um time que tem outra atitude jogando dentro da Ressacada. Com o estádio lotado, a tendência é que se veja um time à imagem daquele que enfrentou o São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário