quinta-feira, 21 de julho de 2011

Avaí e o banho de água fria

O apaixonado torcedor avaiano agarrou-se na possibilidade de acreditar que a reação do seu time viria após a vitória contra o Atlético-GO, logo um adversário que vai ser concorrente direto na parte de baixo da tabela. Mas toda reação necessita de uma contra-prova, um segundo jogo com boa atuação. Jogando em casa, com uma torcida ainda desconfiada, mas que acreditava numa reviravolta, a vitória contra o Inter, adversário de notória melhor qualidade, mas que vinha de três derrotas seguidas, era uma obrigação.

E lá vem outra derrota pra jogar um baldaço de água fria nas esperanças. Do jeito que a coisa está, é acreditar que o time fará um campeonato a parte contra aqueles que brigam pela parte de baixo. O jogo de hoje mostrou novamente a baixa qualidade do jogo avaiano, ao contrário do que Gallo adora falar nas entrevistas.

No primeiro tempo, senti o Inter sonolento, mas tocando a bola, trabalhando com todo o time. O Avaí, com sua desorganização notória, sem uma jogada trabalhada, não acertava um cruzamento (Arlan, aquele ex-Ibirama que fez uma má Série D pela Chapecoense, foi o pior em campo) e chegava na base dos chutes, conseguindo abrir o placar com um pênalti assinalado e batido por William, que só marcou no rebote.

Mas na etapa final, o Inter resolveu jogar, e como tem muita qualidade no seu elenco, comandou as ações, contra um Avaí que não soube administrar o resultado. Passou a pressionar mais, e a partir da entrada de Andrezinho, o colorado assumiu o meio-campo da partida e patrolou o adversário com três gols indiscutíveis. Gallo colaborou, tirando de campo Bruno, que fazia um bom jogo (aleluia), facilitando o trabalho vermelho, que construiu a virada de forma até certo ponto tranquila. O terceiro gol, de D'alessandro, foi típico de rachão de véspera.

Esquece o jogo de Goiânia. O Avaí mostrou mais do mesmo na Ressacada, para 6 mil e poucos torcedores, sendo que quase 3 mil eram gaúchos.

E Gallo continua dizendo nas suas entrevistas coletivas que o time está jogando bem. Time que joga bem precisa trazer resultado. E esse discurso já ouvimos desde o seu primeiro jogo. Prefiro que o time jogue mal, mas vença. Meio a zero tá valendo. O time precisa pontuar.

Alguém duvida que semana que vem vai ter promoção de ingresso?


Nenhum comentário:

Postar um comentário