sexta-feira, 29 de julho de 2011

Conheça a Segundona: Guarani de Palhoça

SOCIEDADE ESPORTIVA, RECREATIVA E CULTURAL GUARANI
Fundação: 15 de fevereiro de 1928
Cores: Azul e Branco
Estádio: Renato Silveira (3.000 lugares)
Presidente: Amaro Júnior
Técnico: Edson Belmonte
Ranking "BdR" 2010: 18o. lugar
Catarinense 2010: Vice-campeão da Divisão de Acesso



O Guarani de Palhoça ganhou a vaga na Divisão Especial depois da desistência do Próspera, que pediu licença pouco antes do início do campeonato. O Bugre foi rebaixado da primeira divisão em 2008, ano em que três equipes caíram, mas o regulamento dava uma chance de voltar no mesmo ano, jogando a segundona (o Brusque conseguiu tal feito). Acontece que o clube resolveu não jogar  essa segunda chance, e acabou tendo que recomeçar tudo lá na terceira divisão. E agora ganha uma oportunidade de tentar retornar à elite, onde já pregou muita peça em time grande, principalmente jogando no enorme gramado do Estádio Renato Silveira.

O presidente Amaro Júnior, ex-treinador do Guarani e do Brusque, teve que correr pra arrumar o time depois da oportunidade que apareceu. Acontece que a Divisão de Acesso é um campeonato sub-23 com um limite de jogadores acima da idade e logo, o time tinha que ganhar mais corpo. Tratou de mobilizar a comunidade palhocense em volta do time, contratou uma empresa de comunicação para fazer assessoria e foi a luta. Até transmissão de rádio pela Band FM de Floripa ele conseguiu (ouça a chamada clicando aqui).

O técnico é Edson Belmonte, ex-volante do Avaí e que como treinador passou pelo Atlético de Ibirama, Hercílio Luz e Juventus, além do próprio Guarani. E trouxe para o seu plantel uma legião de jogadores conhecidos da região da Grande Florianópolis, além de seis reforços que vêm do finado time sub-23 do Avaí, sendo um com experiência na Série A, como o atacante Cristian.  Também chegam ao Renato Silveira os zagueiros Clayton e Felipe Jacques, o lateral-esquerdo Renan Oliveira, o meia Ildemar e o atacante Thiago Maestri. Há ainda a possibilidade de Branka também ser emprestado, mas o defensor tem proposta também de um clube paulista. Também estão no grupo os atacantes Itauê, de várias passagens pelo time e Marquinhos Júnior, e o experiente zagueiro Fábio Fidélis, ex-Avaí e Metropolitano.

Como se vê, o Guarani tem boas armas para o campeonato da Divisão Especial e mostra que tem condições de brigar por uma das duas vagas. Em um torneio que promete ter vários candidatos ao acesso, o Bugre de Palhoça está na minha lista. Só espero que, caso suba para a elite, tome providências quanto ao Estádio Renato Silveira, que é bem localizado e tem terreno de sobra para a construção de uma confortável praça esportiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário