quinta-feira, 21 de julho de 2011

Figueira perde dois pontos que farão falta

O Figueirense entra em uma situação de alerta, com o segundo empate seguido em casa, que resultam em quatro importantes pontos perdidos no Brasileirão. É fato que o time tem jogado mais que os adversários no Scarpelli, já teve mais facilidade, mas com o passar das rodadas e a melhora dos adversários, aparece um velho problema que vem lá do Campeonato Estadual: é notório que falta mais qualidade ao ataque, com um poder de definição, além de alguem que abasteça Aloisio com bolas de qualidade.

O Grêmio não veio para vencer o jogo. Mesmo que não mostrasse uma disposição que indicasse retranca, não pareceu que o time tinha vontade de ir a frente. E o Figueira foi dominando as ações da partida, tentou, tentou, tentou e tentou.... mas não passou pelo goleiro Marcelo Grohe, que aliás, foi o melhor em campo nesta noite. Aí você junta um time melhor, sem criar tanta chance, contra um goleiro inspirado... e se desenhava o zero a zero.

Aí veio o pênalti para o Figueira no final do jogo que, diga-se de passagem, não existiu, pois Gilberto Silva tocou visivelmente na bola no lance. Criticar Elias por ter perdido o pênalti depois de batido, é fácil. Mas só perde quem bate, e acredito que ele treine cobranças nos treinamentos, e que ele seja o responsável na ausência de Fernandes, sob a bênção de Jorginho. É coisa do futebol e não é necessário fazer uma tempestade em cima disso, muito menos bombardear o jogador ou o técnico pela opção. Simples assim.

Mas em um jogo tão complicado, era a chance da vitória. São mais dois pontos perdidos que vão fazer falta numa luta por sul-americana ou até contra o rebaixamento. O time está acertadinho do meio pra trás, mas a falta daquela qualidade extra na frente pesou muito hoje. Agora é mais do que na hora de mandar longe aquele conhecido time "duas caras" que atua de uma forma em casa e de outra forma fora. Pode-se começar no jogo contra o América-MG no final de semana.

Foto: Marco Dutra / FutebolSC.com

3 comentários:

  1. O Jorginho acabou de falar na coletiva que quem é o 1o cobrador é o Aloísio, depois do João Paulo e o Elias, convenhamos que o segundo seria o João Paulo, já que o Elias chegou ontem no figueira e me pareceu que ele quis consagrar a estréia. Outra, quando o Jorginho tirou o Fernandes a bola não ficava mais lá na frente, mesmo cansado estava muito melhor que o Rayner, quanta demora pra tirar ele meu Deus. E realmente falta um definidor, tomara que o Júlio seja bom nisso.oves

    ResponderExcluir
  2. Elias chegou e ja quis inventar, e o pior é que o BURRO DO TÉCNICO e o tanso do capitão deixaram!!!
    palhaçada!!

    ResponderExcluir
  3. O Jorginho ainda deu uma errada,era pra ter botado o Elias desde o intervalo.
    E o Figueira perdeu pontos importantes em casa,e o Figueira pra arrancar pontos em casa dentro do Scarpelli será complicado e não é média isso e sim FATO!

    ResponderExcluir