domingo, 7 de agosto de 2011

Elias 2 x 1 Galo

Finalmente saiu a tão esperada vitória do Figueirense fora de casa.

E saiu com dois gols de Elias, aquele meia que veio como uma grande atração para o time, mas que ainda devia uma grande atuação.

Não deve mais. Foi o melhor em campo em Ipatinga. Espero que tenha sido o seu "jogo de estreia", e que daqui pra frente ele mostre um bom serviço. Sempre ligado, presente nas jogadas, a fim de jogo. Esse sim é o espírito de um camisa 10.

O Figueirense fez um baita primeiro tempo. Ao contrário de outras irritantes apresentações fora do Scarpelli, o time jogou pra cima, sem medo, quis encarar o adversário mesmo jogando fora de casa, e fez dois a zero ao natural. Tinha o jogo sob controle, e dá pra ver que o Atlético está numa fase horrível, o time é um amontoado de jogadores que sobem sem organização alguma. Era a presa perfeita para se livrar de um fantasminha que incomodava.

Mas na segunda etapa, pra dar um pouco de emoção a um jogo com dono, Jorginho recuou o time e deixou o Galo gostar da partida, tanto que fez o seu gol logo no começo e passou a fazer uma grande pressão. Mas Wilson estava lá e o Sobrenatural de Almeida também, ao tirar Dudu Cearense de campo e facilitar a tarefa do Figueirense.

Vitória importantíssima que coloca o time na parte de cima da tabela de classificação. Mas mesmo com o triunfo em Minas, não tem como esquecer as estranhas circunstâncias que fizeram com que Fernandes não estivesse em campo. Que a vitória não seja usada para afastá-lo do time. Na partida contra o Botafogo, provou-se que é possível ter Fernandes e Elias em campo. Cabe a Jorginho resolver a equação, apesar de que tenho notado que há algum tipo de movimento de fritura de Fernan10 dentro do Scarpelli.

Nenhum comentário:

Postar um comentário