sábado, 13 de agosto de 2011

Ponte dá o retrato do Tigre a Mauro Fernandes

Lá atrás já se sabia que o Criciúma teria nos jogos contra Portuguesa e Ponte Preta duas pedreiras pela frente, e que se duas derrotas acontecessem, seria algo normal. Falamos dos dois melhores times da Série B, que estão realmente um degrau acima dos outros.

Mas Mauro Fernandes pode conhecer, em situação de jogo, o que tem nas mãos, e onde estão os erros que devem ser corrigidos, principalmente na antes bem postada linha de zaga, que está com falhas claras de posicionamento, e só não tomou placar maior por causa do sempre regular Andrey.

E também devemos considerar o pouco tempo que Mauro teve pra ajustar o time, até por causa das chuvas que dificultaram as coisas.

O mais correto é dizer que o jogo do Moisés Lucarelli foi uma apresentação do Criciúma ao treinador, que terá tempo pra colocar a mão na massa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário