quarta-feira, 3 de agosto de 2011

A queda de Guto Ferreira e a chegada de Mauro Fernandes

A demissão do técnico Guto Ferreira do Criciúma é uma notícia que surpreende a essa altura do Campeonato. Há três rodadas, no jogo contra o Icasa, a sua demissão era dada como certa em caso de derrota. Acontece que ele venceu o jogo, depois bateu o Americana em casa com um gol no final, colocando o time numa confortável quinta colocação, para depois enfrentar Portuguesa e Ponte Preta fora.

Definitivamente, questão técnica não pode ter sido o motivo da demissão, neste momento. Ninguém falaria em derrubá-lo depois de uma derrota para o melhor time da Série B e a boa colocação atual na classificação. Ele pode ter inventado escalações, deixado jogadores de fora e criado polêmica. Mas hoje, não havia motivo técnico para troca de treinador. Foram 5 vitórias, 3 empates e 3 derrotas no comando do Tigre.

Aposto que a demissão surgiu de alguma coisa interna. E bem grave.

E assim como aconteceu na troca de Edson Gaúcho por Guto, o novo treinador já está contratado. Chega Mauro Fernandes, que coincidentemente completa 58 anos hoje. Ele subiu o América-MG para a Série A no ano passado, e tem muita experiência na Série B. Que tenha sido a escolha certa, baseada no sucesso em campanhas de acesso. Mas há de se deixar bem esclarecidos os motivos que tiraram Guto Ferreira do clube.



Um comentário:

  1. A explicação é simples: O Guto Ferreira tem um ótimo elenco nas mãos e é cauteloso demais na armação tática do time. Isso acaba por esconder todo o potencial que esse time pode apresentar. Que venha um novo técnico com muito mais experiência em série B.
    Abraço

    ResponderExcluir