segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Virada que doeu

Depois das duas vitórias contra Corinthians e Ceará, todo mundo achava (inclusive eu) que o Avaí tinha engrenado no Brasileiro. Muita calma nessa hora. O jogo de hoje mostrou que ainda tem muita coisa a ser observada, a empolgação da sequencia de bons resultados tem que ser esquecida. Balde de água fria com uma virada que dói fundo no torcedor que estava esperançoso.

Nada a destacar de mais no primeiro tempo, a não ser a lesão do zagueiro Caçapa. O jogo se desenrolou mesmo na etapa final, com o gol do incansável William, que faz das tripas coração na frente para chegar ao gol, e recebeu um presente nos seus pés para abrir o placar. Mas a defensiva avaiana, que ainda é uma grande complicação, errou como costuma errar. Sequencia de erros, passes errados, as velhas falhas de bola aérea e a qualidade de um São Paulo que vai se acertando acabou acarretando na vitória tricolor. Mas as falhas nos gols tricolores são imperdoáveis, repetições de situações que já aconteceram neste campeonato.

Lá no começo do ano, Silas disse que "o campeonato do Avaí é contra América, Atlético-GO, esses times". Ele está certo a partir do ponto em que notadamente o São Paulo é um time bem mais organizado em campo.

Falta muita coisa até o Avaí ser um time confiável. Hoje ele tem lampejos de qualidade mas a qualquer hora pede água e acontece o que aconteceu hoje.

Um comentário:

  1. Achei que o Avaí foi prejudicado,o segundo gol do Cícero pra mim ele tava um pouco a frente.
    Mas a virada foi doida até porque o Avaí não foi mal!
    abraço Rodrigo
    Igor
    meu blog de esportes: http://igoresportes.blogspot.com/ e no twitter @blogdoigor05,pra quem quiser acompanhar as atualizações do blog,a vontade!

    ResponderExcluir