sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Criciúma entrega mais três pontos

Time que quer subir, não pode perder oportunidades. Hoje apareceu mais uma, para ficar a três pontos do G4, mas novamente, o time trava, empaca, e joga fora uma partida que estava sob controle, com o placar a seu favor, contra um time que, no papel, é muito inferior.

Não dá pra explicar a diferença de postura do Tigre jogando fora de casa e, principalmente, a falta de um padrão de jogo definido. Uma virada que lembra muito outra atuação patética, da virada sofrida para o Guarani. E, de novo, o Criciúma ressuscita um time lá da parte de baixo da tabela. O ASA não vencia há cinco jogos, e se recuperou contra um adversário escalado para empatar o jogo.

Assim fica complicado acreditar que o Criciúma possa fazer uma boa campanha.  Desse jeito, o time vai ficar pela zona intermediária. O segundo tempo foi um desastre, onde o time de Mauro Fernandes não deu sequer um chute a gol, enquanto o ASA foi pra frente e marcou três. A disposição do time do Criciúma me dá claramente a intenção de que o time não queria vencer, pois em nenhum momento o time buscou apertar para garantir a vitória.

E esse problema vem desde a época de Edson Gaúcho, que até já escrevi aqui. Sinto o time "travado" nos jogos fora de casa, e mesmo com a troca de treinadores, nada mudou. O G4 ficou mais longe e, diante da falta de boas perspectivas, começo a achar que o melhor é se garantir na Série B e planejar o ano que vem. Quem quer subir tem que jogar muito mais e, principalmente, se impôr.


Nenhum comentário:

Postar um comentário