sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Desse jeito, esqueça o acesso

É melhor o Criciúma pensar em vencer umas quatro partidas para evitar o rebaixamento e começar a planejar 2012.

A derrota para o Boa por 2 a 0 mostrou que, por mais que Márcio Goiano dê um jeito em arrumar tanta coisa errada que o time mostre em campo, não vai ser suficiente pra brigar pelo acesso.

Tá certo que o jogo teve um início conturbado causado pela arbitragem. Um pênalti legítimo não marcado em Zé Carlos, e na sequência, uma penalidade marcada para o Boa, uma mão na bola de João Victor, lance de pura interpretação. Mas pergunto: em algum momento o Tigre fez por merecer sorte melhor no jogo? Em nenhum momento. Nisso, o novo treinador está, por enquanto, salvo. Com dois treinos não dá pra mexer nada. Logo, o time mostrou a mesma cara dos outros técnicos. Goiano acertou nas substituições e na distribuição tática. Mas esbarrou na limitação técnica do time.

Antes de se pensar em acesso, é necessário organizar o time para que o time tenha condição de fazer frente a uma Portuguesa ou uma Ponte Preta. Com tanta troca de técnico e jogadores novos chegando a cada semana, arrumar uma base é uma missão bem complicada.

O Boa, que é um time bem mais barato que o Criciúma, não é ruim. Joga organizadinho, faz o feijão com arroz, e ocupa uma honrosa sétima colocação na Série B, um título pra quem entrou pensando em não cair.

Angeloni gastou um monte, mas 2011 não vai ser de acesso. Hora de arrumar a casa para o ano que vem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário