domingo, 30 de outubro de 2011

A luta continua, e o sofrimento também

Acompanhar vários jogos simultâneos, ainda mais nessa reta final de campeonato, não é fácil. Mas ao final de tudo, deu a lógica: Figueirense vencendo e firme na luta pela Libertadores, e o Avaí na mesma, vexame pós vexame: perdeu de virada pela 10a. vez no campeonato com um jogador a mais em campo por quase todo o segundo tempo.

Foto: Bernardo Haas - FutebolSC.com
O nome da vitória alvinegra foi Fernandes, que já foi envolvido em muita polêmica devido ao seu relacionamento com Jorginho. O torcedor alvinegro deve lembrar de uma época não muito remota, em que Fernandes era preterido por jogadores de qualidade inferior. Hoje ele entrou, fez dois golaços, virou um jogo truncado, de muita marcação e contra um adversário chato de jogar. A vitória veio, e a situação só não foi melhor porque o Internacional venceu sua partida. De qualquer forma, a diferença para a zona da Libertadores é de apenas dois pontinhos, e um jogo na semana que vem contra o Botafogo, onde uma vitória pode trazer o alvinegro como outro alvo na briga pela inédita participação no torneio continental.

O Avaí perdeu um jogo para o Corinthians em que tinha grandes chances de vencer, pois fez um bom primeiro tempo, aproveitou-se do nervosismo do adversário e marcou, com Robinho. Mas até contra o Barcelona não se perdoa o fato de tomar uma virada com um jogador a mais em campo. O Avaí conseguiu, pela décima vez em dezessete jogos no Brasileirão. Um erro recorrente de um time que não segura o rojão no final, os números dizem tudo. Para piorar, o Atlético-MG venceu o Palmeiras e colocou o Leão a cinco pontos do Cruzeiro, primeiro time fora da zona. Considerando que o time não poderá mais perder e terá Vasco e São Paulo fora de casa pela frente, dá pra ver que a reação está cada vez mais longe. É incrível analisar os números e ver que, pela décima vez em 17 jogos, o time toma a virada no placar. É coisa demais. O time morre no segundo tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário