terça-feira, 29 de novembro de 2011

Figueira deve receber 18 milhões pelo Brasileiro 2012

A "Folha de São Paulo" de hoje informa que a Globo propôs ao Figueirense um contrato individual de R$ 18 milhões anuais pela transmissão do Campeonato Brasileiro a partir do ano que vem.

Isso significa uma verba três vezes maior que o faturamento com TV em relação a este ano, mas fica ainda distante do que a direção alvinegra considera justo, tanto pela recente exposição conseguida quanto por acreditarem que uma vaga na Libertadores serviria para conseguir mais dinheiro.

Se serve como parâmetro, a Ponte Preta ainda está no início das conversas e não deve assinar tão cedo pois espera ganhar o mesmo que a Portuguesa, que espera levar R$ 30 milhões anuais.

Só pra fazer uma comparação grosseira, a verba que o Figueira deve receber pelo Brasileirão 2012 é aproximadamente 112 vezes maior do que o time receberá de TV aberta no Campeonato Estadual. Bom lembrar que o contrato da RBS encerra esse ano e os clubes precisam aprender a negociar melhor.

5 comentários:

  1. o contrato do Catarinense é uma vergonha melhor deixarem passar de graça do que por essa esmola que eles pagam

    ResponderExcluir
  2. e o corinthians e o flamendo vao receber quanto? esse negocio que as tvs tao fazendo e os clubes tao deixando vai acabar com a competitividade do campeonato brasileiro. em 10 anos temos um campeonato como o europeu, com 2 ou 3 times com chances de titulo, uns 10 que nao chegam a lugar nenhum e nao caem tb e o resto tomando pau.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, na minha opiniao ninguem joga sózinho,
      o correto é dividir igualmente .
      pega um xx e divide por 20 , morreu o assunto .

      Afinal os clubes "maiores" ja ganham mais dinheiro
      naturalmente a TV nao precisa piorar a coisa .

      Excluir
  3. Primeiro que ainda não foi definido nada, então mude o título ali assim, pois da pinta de que tudo isso já foi assinado, o Figueirense não vai aceitar receber essa grana e está negociando.

    ResponderExcluir
  4. Os clubes tem rabo preso com a RBS e a FCF, por isso se vendem por tão pouco.

    É tão simples... exige um tratamento semelhante ao que a RBS dá ao gauchão (sabemios que tem condições) ou então assina com a RIC.

    ResponderExcluir