terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Branco, pro ano do Figueira não passar em branco

O Figueirense surpreende a todos e coloca um grande ponto de interrogação antes do início da temporada 2012:  A contratação de Branco como novo treinador, um nome sem experiência alguma como técnico de futebol, é uma aposta bem arriscada, diante de um cenário em que existiam nomes experientes e que se encaixavam no perfil de assumir um time de Série A.

Branco, campeão mundial em 94 junto com Jorginho, tirou diploma de técnico recentemente na Escola Brasileira de Futebol, mantida pela CBF na Granja Comary. Sua experiência pós-campos é como coordenador técnico no Fluminense, na seleção e em um clube da Grécia, fazendo algo como o que Chico Lins faz hoje.

Fico curioso em saber os motivos que fizeram o Figueirense, vindo de uma excelente campanha na Série A, um dos favoritos a levar o título Estadual, contrate um treinador que não tem currículo na beira do gramado. Ele pode ter participado de um curso qualificado como é o da CBF, mas o dia-a-dia de um clube não se aprende em sala de aula. Além do mais, o clube vive um momento delicado, já que está perdendo várias peças importantes do seu time titular que terão que ser repostas. Posso apostar que junto com ele virá um auxiliar-técnico que teve uma experiência como treinador, o que não é incomum.

Não vai ser uma simples sequência do trabalho de Jorginho.

2 comentários:

  1. Tiro no Pé absoluto do Branco no Figueira!não sei o que o Figueira tá querendo,embora não seja fácil contratar alguém!
    Abraço Rodrigo!
    Igor

    ResponderExcluir