sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Inaugurado o Catarinense2011.com.br

Um novo e interessante projeto está começando hoje, e conto com a audiência de vocês em mais esse "agregador" de notícias do futebol catarinense, um trabalho feito a diversas mãos de pessoas de todo o Estado.

O Catarinense 2011.com.br tem um propósito muito simples: reunir torcedores que produzem conteúdo de qualidade sobre os seus times de coração . O site traz opiniões, análises e informações sobre os times de Santa Catarina, através do olhar de nove diferentes blogs e sites catarinenses. São pessoas com distintas formações, empregos e times, mas com algo em comum: a paixão pelo futebol.
O site não tem a pretensão de ser um portal de notícias sobre futebol catarinense. O objetivo principal é dar visibilidade ao conteúdo desses blogs/sites e aproximar os editores para troca de conteúdo, conhecimento, criação de campanhas e mobilizações. Uma opção a mais para acompanhar e vivenciar não só o Campeonato Catarinense, mas o futebol em Santa Catarina.

Além desse espaço, cada time tem um blog ou site representante, conforme lista a seguir:

O lançamento do site ocorreu hoje, e você pode acessar clicando o banner no lado direito aqui do Blog. O endereço do site é www.catarinense2011.com.br.


Palpitando - 3a. rodada

Aproveitamento dos palpites já melhorou na segunda rodada. Vamos à terceira:

Criciúma x Avaí - Por mais que seja a estreia do "novo time" avaiano, vai pesar o fator casa e o time em ritmo de jogo, além da motivação dada pelo Verdini. Vou de Criciúma 1 a 0.

Metropolitano x Concórdia - O Metrô ganhou fora de casa e vive uma maré de empolgação. Deve vencer. Metrô 2 a 1.

Joinville x Marcílio Dias - Depois de tomar 4 do Figueira, o JEC vai ter que mostrar pra sua torcida que é um time capaz. Já o Marinheiro vive uma fase difícil. Vou de Joinville 2 a 0.

Imbituba x Chapecoense - Líder contra um time que marcou um ponto. Mauro Ovelha sequer pode pensar em empate lá no Sul, e tem mais time. Chapecoense 1 a 0.

Figueirense x Brusque - Esse é complicado. O Figueira mandou no jogo contra o JEC, e o Brusque melhorou muito contra o Avaí. Mas dentro de casa, é favorito, mas não goleia. Figueira 2 a 1.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

A rodada: Figueira não toma conhecimento do JEC

A segunda rodada do Catarinense termina com um resultado surpreendente pra quem vê de fora, e por ser um clássico do futebol de Santa Catarina. Mas quem viu o jogo, acompanhou um banho de bola do Figueirense.  Banho de um time que controlou o jogo por inteiro, mostrou o seu melhor entrosamento e não deixou o JEC jogar. Ganhou o jogo no meio-campo, e deixou o adversário perdido. Lima, que reestreou e não fez nada, acabou expulso em um ato infantil. E a retaguarda tricolor teve as feridas expostas por Fernandinho, jogador sem característica de marcação, que sobrecarregou a zaga, que não deu conta. E o placar foi sendo construído ao natural.

A Chapecoense é o único time 100% ao fim de duas rodadas, e tem o Imbituba pela frente, uma grande chance de manter a campanha perfeita. Atrás estão os times que vão se acertando, caso do Figueira, que tem uma base do bom elenco do ano passado. Considerando que o Avaí vai entrar aos poucos nos eixos, a promessa é que o clássico do próximo dia 6 seja sensacional. No final de semana, o Leão enfrenta o Criciúma, que já foi devidamente cutucado pelas declarações do interino Luiz Verdini, o Figueira recebe o Brusque (e espero que Paulo Turra tenha assistido o jogo desta quinta), o Marcílio Dias vai a Joinville tentando uma reação improvável, e o Metropolitano pega o Concórdia, dois times que buscam afirmação depois de vencerem no meio de semana.

Agora, eu não consigo entender esse Lima do Joinville. Contrasta atuações memoráveis com jogos apagados e atos infantis, como a expulsão de hoje. Com tanta irregularidade, dá pra entender porque o jogador não desponta em um clube grande do futebol brasileiro.

Foto: Marina Lisboa / FutebolSC

"Homenagem" a Valdo e ao Tigre?


Faixa colocada no Estádio Augusto Bauer ontem, no jogo Brusque x Avaí. Seria uma mensagem "irônica" dos torcedores por causa da operação do Tigre para levar o meia Valdo para o Sul do Estado, ou seria um agradecimento por levar um jogador que sequer era titular do time? Semana que vem, os clubes se enfrentam no Augusto Bauer.

Brusque vence, e com responsabilidade

Vou começar pelo final: o Brusque venceu um time do Avaí que não é o titular, mas que apresenta jogadores que fazem parte de um elenco, e que consequentemente estão custando um bom investimento ao clube. Por que a insistência com jogadores de baixa qualidade como Rafael Costa, Ildemar e Gustavo, que já tiveram trocentas chances de se firmar no time principal, não tiveram sucesso, e portanto, deveriam ganhar a chance de ir para outros desafios? A experiência nesses dois jogos do catarinense serviu para provar o que todo mundo já sabia. Que o Avaí pegue esse dinheiro para investir em mais reforços para o time principal. Qualquer recurso a mais ajuda um monte.

Falando do jogo: o Brusque atuou de forma mais responsável hoje, em comparação ao jogo contra o Joinville. Responsável pois abriu o placar e soube se postar em campo para não só segurar o resultado, mas puxar as ações em campo para conseguir ampliar o placar. Foi mais time, e era isso que se esperava. Paulo Turra alterou a postura do time em campo, "tapando" alguns buracos que apareceram na Arena. E com isso o time jogou bola, mas não mostrou ainda tudo o que pode. Há um desacerto a ser consertado na ligação de William e Têti com Aloísio. Têti jogou muito, mas o time está muito dependente dele, e isso não é bom. Leandrinho entrou bem, pode ser uma boa opção. Os 3 a 0 foram de uma grande serventia na motivação para o restante do campeonato. Mas é necessário colocar os pés no chão. Há times bem melhores pela frente, o resultado elástico não pode ser levado como um grande jogo. E acho que Paulo Turra sabe disso.

Vem aí o Figueirense, jogo difícil no Scarpelli. Esse sim será um teste, de um time que errou em Joinville, consertou em Brusque, e poderá ter essas alterações provadas em campo. Hoje o torcedor vai feliz pra casa.

Foto: Flávio Neves - ClicRBS

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Palpitando - 2a. rodada

O desempenho não foi bom na primeira rodada, vamos ver se melhora na segunda:


Chapecoense x Criciúma - Duelo de dois times que venceram. Vou apostar no fator casa, marco Chapecoense 1 a 0.

Concórdia x Imbituba - Esse jogo é complicado. Mas acho que por jogar em casa, e pela necessidade de mostrar algo depois da paulada tomada em Criciúma, dá Concórdia 1 a 0.


Marcílio Dias x Metropolitano - Outra partida complicada, de dois times, para mim, equivalentes. Vou de empate em 1 a 1.

Brusque x Avaí - O Bruscão tem mais time que o misto frio avaiano. Acho que dá Brusque 2 a 0.

Figueirense x Joinville - clássico da rodada, com arbitragem de Ronan Marques da Rosa. Vou apostar em um empate em 1 a 1.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Valdo apareceu, em Criciúma


O meia Valdo (esquerda) reapareceu. E a quase 300 quilômetros de Brusque. Ele foi ao Criciúma fazer exames médicos, depois que seu advogado conseguiu a liberação contratual do Brusque no TRT, em Florianópolis. A decisão cabe recurso, e Valdo espera o parecer final para assinar contrato com o Tigre. Na foto, ele com Diogo Oliveira, companheiro dos tempos de Brusque, e o atacante Schwenck.

Foto: Maurício Vieira - ClicRBS

domingo, 16 de janeiro de 2011

Derrota dolorida na Arena

Todo jogo de primeira rodada precisa ser olhado de forma diferente. Não se avalia time no primeiro jogo, ainda mais jogando fora de casa contra favorito ao título. Mas a derrota na Arena, tomando a virada com um jogador a mais em campo, vai servir como uma bela lição ao Brusque e a Paulo Turra, que pode mexer com o time para o jogo contra o Avaí. Foi um jogo franco, de dois times que se respeitaram. Mas que a derrota doeu, ah doeu.

É necessário olhar a derrota brusquense sob dois aspectos. Sei que vai encher de gente de Joinville aqui pra dizer que eu tô louco em criticar a arbitragem do Sr. Célio Amorim, que dizem que é aspirante a Fifa. Tenho certeza que, se esses lances acontecessem aqui em Brusque, e contra o JEC, o berreiro ia ser grande. Jogo zero a zero, pênalti em Chulapa. Jogo 1 a 0, Aldair notadamente domina a bola na mão, na frente do auxiliar Hélton Nunes (outro que não tenho sorte, só pego atuação ruim dele), e depois acha um gol espírita maravilhoso. E no final, com o jogo já 2 a 1, Têti sofre um pênalti que não foi marcado pro árbitro. Mas quer saber? Reclamar de arbitragem no Catarinense é chover no molhado. Se hoje nosso Estado tem sete times disputando o campeonato nacional, o mesmo não se pode falar dos homens do apito. O Brusque foi prejudicado, mas eu falar isso aqui não vai adiantar em nada. Vai ser igual ao ano passado: tem que passar por cima de mais esse obstáculo. Nem sei se você verá esses lances na TV. Então fico eu, que vi o jogo, aqui com minha indignação. Mas é só a primeira rodada, há tempo pra recuperar.

Agora, o outro aspecto, que vai recair sobre o técnico Paulo Turra. Se o JEC fez dois gols, é porque o Brusque aceitou a pressão do adversário depois que Tiago Soler foi expulso. Passamos um tempão aqui na cidade aguentando jogadores como Paulinho e Leonardo, que entram e não resolvem um jogo. Aí, com o jogo pegado, Turra tira William e põe o nosso velho Paulinho de sempre, que nada fez. E, contando com um Leandrinho no Banco, jogador experiente para situações-chave, coloca Leonardo, que notadamente amarela em situações de pressão. Bingo. Deu no que deu. Repito: é primeira rodada, e até me dá impressão que Paulo Turra ainda não conhece por inteiro o time que tem. Mas como ele mesmo disse, o jogo serviu para tirar algumas conclusões. Vem aí o Avaí na quarta, que não vi nada demais no jogo de sábado, quando perdeu pra Chapecoense. O Brusque 2011 tem qualidade, agora precisa ganhar pontos.