sábado, 2 de abril de 2011

Palpitando - 7a. rodada

Vamos aos palpites da rodada. O índice de acertos está bem razoável. Mas a ideia nem é ter 100% de aproveitamento.

Brusque x Concórdia - O CAC está invicto sob o comando de Knevitz, e não terá Selmir. Pega um Brusque embalado com bons resultados em casa. Jogo apertado, mas vai ser Brusque 1 a 0.

Chapecoense x Marcílio Dias -  A Chape adora me derrubar aqui no Palpitando, mas vou dar mais uma parcela de confiança no jogo de domingo. Vai dar Verdão 2 a 0.


Imbituba x Metropolitano - Esse é complicado, se fosse da Loteca jogava triplo. Vou pelo que vi dos dois times na semana passada. Imbituba 1 a 0.

Criciúma x Joinville - O JEC é um time que tem um fator casa muito forte. E jogando fora, vai pegar um Criciúma pressionado a fazer resultado em casa. Sem Roni em campo, vai ser difícil, mas vou de Tigre 1 a 0.

Avaí x Figueirense - Muita gente fica em cima do muro ao falar do clássico da Capital. Eu vou atrás dos números, que indicam uma boa fase avaiana dentro de casa, enquanto o Figueira não joga um bom futebol fora do Scarpelli. Meu palpite é Avaí 1 a 0.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Mais uma do Imbituba: jogador Luan atuou suspenso

Hoje é primeiro de abril, mas a notícia é absolutamente verdadeira.

Mais uma vez, o Imbituba está em maus lençóis. Atuou com jogador suspenso no primeiro turno do campeonato, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Provaremos abaixo. E um deslize da FCF, que não observou o erro do Zimba, não comunicou a penalidade ao TJD, parecendo não haver controle nenhum sobre os cartões dados em campo.

Vamos aos fatos. O jogador em questão é o lateral-esquerdo Luan, e todas as súmulas estão disponíveis no site da FCF.

Ele recebeu cartão amarelo nos jogos contra o Avaí (27/01 - 4a. rodada), Criciúma (30/01 - 5a. rodada) e Metropolitano (06/02 - sétima rodada). Teria que cumprir suspensão no jogo seguinte, contra o Joinville, no dia 11/02, mas entrou em campo. Na partida seguinte, contra o Figueirense (14/02), Luan também atuou. E a mesma coisa aconteceu nas três primeiras rodadas do returno, onde Luan jogou em todas as partidas.

Está configurada a irregularidade. Mais um erro do Imbituba, que já estará no tribunal na próxima terça para responder sobre o caso do zagueiro Vitor Hugo, que atuou contra o Criciúma suspenso pelo TJD.

Mas é bom lembrar que o sistema de controle de cartões da FCF teria falhado pela terceira vez em dois anos. Na Divisão Especial de 2009, o jogador Elivélton, do Porto, além do atleta Junior, do Concórdia, atuaram suspensos pelo terceiro cartão amarelo sem que houvesse qualquer manifestação da Federação. No caso do jogador do Galo do Oeste, o Hercílio Luz tinha feito a contagem e encontrou a irregularidade. E isso forçou uma checagem em todos os cartões daquele campeonato, onde se encontrou o problema do Porto. Naquele ano, o campeonato ficou paralisado por mais de um mês, até que o Porto fosse eliminado e o Hercílio classificado ao quadrangular final. Naquela época, o presidente da Federação colocou a culpa em um raio.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Avaí x Ipatinga só pra Floripa, e resto do Estado vê jogo do Inter. Por que?

Esses dias, no Campeonato Catarinense, a RBS fez uma mudança de tabela no Estadual, passando Avaí x Joinville para as 21:50 de quarta, quando o jogo da rodada era Chapecoense x Figueirense, que foi pras 19:30. Resultado: Floripa viu a estreia de Ronaldinho Gaúcho no Flamengo (já que era a praça do jogo) e Chapecó viu um jogo do Grêmio de pré-Libertadores ao invés do nosso Estadual.

E hoje acontece de novo, e demonstro aqui a minha insatisfação com a maneira como a emissora trata os interesses locais. Vai passar Avaí x Ipatinga apenas para a Grande Florianópolis, e o resto do Estado, ao invés de acompanhar o único representante catarinense da competição, vai ter que assistir um jogo do Internacional contra o fraco Jorge Wilstermann, lanterna do grupo na Libertadores.

Perguntem se lá em Minas Gerais alguma emissora do interior deixará de transmitir o jogo do Cruzeiro hoje para passar partida de outro Estado.

Gente, é Copa do Brasil... E assim não vai ter jeito do futebol catarinense ser engrandecido.

terça-feira, 29 de março de 2011

Faltam três rodadas: o que seu time tem que fazer

Passados os jogos do final de semana, onde o líder perdeu, o Avaí foi goleado, o Criciúma empatou pela segunda vez seguida, o Brusque deu uma respirada e Marcílio e Concórdia não conseguiram dar uma escapada, a situação muda um pouquinho em relação à classificação e rebaixamento no Estadual. Vamos observar.

Lá na frente, a Chapecoense perdeu, mas tinha uma gordura disponível e ainda é líder. Terá apenas mais um jogo em casa (contra o Marcílio) e dois fora (Concórdia e Brusque) para manter a posição e conquistar o mando de campo nas finais do returno. Time para isso tem, até porque tinha a chance de pontuar contra o Figueira, mas Fernandes não deixou. Figueirense e Avaí farão o clássico desse domingo em um clima de jogo de seis pontos. Quem vencer ocupa a segunda colocação que, se mantida, pode render o mando na semifinal. O Leão tem tabela mais fácil no final (Marcílio fora e Concórdia em casa) em comparação ao Figueira (Criciúma em casa e Imbituba fora).

Já a briga pela quarta vaga promete ser boa. Teremos mais um confronto direto no domingo, com o Joinville indo a Criciúma para se manter no G4. O JEC vem da goleada contra o Avaí mostrando embalo, e o Tigre precisa dar uma resposta imediatamente, já que vem de dois empates e, além de tentar a classificação, precisa pontuar na classificação geral e, principalmente, ganhar qualidade no seu jogo para a fase decisiva. Em caso de empate, dois times se apresentam como intrusos em outro confronto direto: Brusque e Concórdia se enfrentam no Augusto Bauer, e quem vencer, pode entrar no G4 em caso de empate em Criciúma ou derrota do Avaí no clássico.

Vamos pra parte de baixo, a luta contra o rebaixamento. Com a vitória em Imbituba, o Bruscão chegou a 20 pontos e, mesmo sem garantir matematicamente, já dou como fora de chances de rebaixamento. Tem seis pontos de vantagem sobre Imbituba e Concórdia. Para o time de Nestor Simionato, o foco agora é buscar a classificação no returno, nos jogos contra Concórdia e Chapecoense em casa, e Metropolitano em Blumenau, onde venceu os dois últimos encontros. Mais pra baixo, está o Marcílio Dias, que mesmo com 17 pontos, tem uma tabela crítica pela frente (Chapecoense e Criciúma fora, Avaí em casa), com uma grande possibilidade de não pontuar mais. O Metropolitano tem 15, terá dois jogos em casa (Brusque e JEC) e fará seu último jogo fora contra o Imbituba, esta sim uma decisão. Perdendo, será ultrapassado pelo adversário e entrará na zona de descenso (não estou considerando os eventuais pontos a serem perdidos pelo Zimba até que o Tribunal se manifeste). O time de Muller não tem tabela fácil nas duas últimas semanas (JEC fora e Figueira em casa), mas se agarra nas últimas esperanças para se manter. Já o Concórdia está invicto sob o comando de Amauri Knevitz, conseguiu uma excelente recuperação nas últimas rodadas, mas que pode ser muito tardia. Além de enfrentar o Brusque domingo, terá a Chapecoense em casa e encerra contra o Avaí na Ressacada, lutando pela classificação. É uma tarefa pra lá de complicada.

Vejo que três vagas do quadrangular estão definidas, e no rebaixamento, quatro times vão brigar pelos dois assentos na próxima segundona. A rodada do final de semana não resolveu muita coisa.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Brusque entra pra briga do G4

20 pontos faltando três partidas, duas em casa. Acho que dá pra dizer que o fantasma do rebaixamento não existe mais pro Brusque.

E a vitória em Imbituba - merecida, diga-se de passagem - pode colocar o time no G4 na próxima rodada, caso vença o Concórdia em casa.

Mas o resultado não pode esconder os problemas do time. Me surpreendi negativamente com o time do Imbituba, aquele mesmo que arrancou um empate em Criciúma e foi facilmente dominado pelo Bruscão na etapa inicial, com Lenílson fazendo um a zero. No segundo tempo, depois de amplo domínio, o time de Nestor Simionatto deixou a peteca cair, deixou o Zimba gostar do jogo, e numa das muitas bolas cruzadas na área durante o jogo, Natan empatou. Ia se premiando mais uma vez a incompetência do time em não segurar resultado, até que Kito perdeu uma chance incrível aos 41 e Leandrinho, depois de uma tabela com Vinicius, fez 2 a 1 aos 44, matando o jogo.

Fantasma do descenso afastado, o Bruscão tem uma semana até o jogo do Concórdia, depois mais uma até a partida em Blumenau. Tempo mais do que suficiente pra arrumar o time, recuperar os contundidos e tentar implanta um envolvimento para a reta final do campeonato, já que a tabela marca dois jogos dentro do Augusto Bauer, onde o time não perde há mais de um ano.

Mas quase que o final do jogo na Zimba foi o mesmo de outros jogos, com a vitória escapando no final. Por sorte, a história terminou com final feliz.