sábado, 10 de dezembro de 2011

O Mercadão do Avaí

Quem quiser acompanhar as informações em tempo real das principais negociações do futebol catarinense, siga meu twitter. O Blog vai trazer o que há de mais importante e dar uma analisada na cara que os times vão mostrando para 2012.

O que mais mexeu vem sendo o Avaí. Há de se destacar a mudança abrupta de orçamento que vem fazendo com que o Leão forme um time mais barato e até busque reforços aqui no Estado. Muitos torcedores torcem o nariz para as caras que chegam na Ressacada, mas não estranho nem um pouco, partindo do ponto que o presidente Zunino declarou que a prioridade é vencer o Estadual, para dar uma satisfação ao torcedor. É pra ganhar o Catarinense sem correr risco? Então deixa o Ovelha montar o time.

Vieram Renato Santos, Capixaba, Patric, Leandro Silva, Aelson, Neilson.... Nem todos são da Chapecoense, mas tem a cara do time de Ovelha, que se não mudar a sua lógica, vai apostar em um esquema 3-5-2 com jogadas de velocidade pelos lados. Dentro da proposta, o time que está sendo montado é pra ser favorito ao título. Para a Série B, a história é outra. Eu sinto que há, nesse ciclo, uma espécie de "peneirão" para saber quais dos reforços domésticos podem ser usados no campeonato nacional. Mas até lá, a história é outra.

E os jogadores que deixaram o Avaí a granel vão achando colocações, alguns em times da Série A, como o caso do zagueiro Gian, que vai para a Ponte Preta. O clube tenta dar um jeito nas eternas promessas do sub-23, que não serão usados no time profissional e devem ser repassados. Rodrigo Thiesen se mandou pra Volta Redonda, Gustavo pode ir pra Chapecó e o zagueiro Cleyton está bem próximo do Brusque.

Uma grande reformulação. Time fraco? Para ganhar o Estadual está sendo muito bem montado. O Brasileiro é coisa pra ser discutida num outro momento, que vai depender do rendimento do atual time.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

A polêmica do azul


Vou voltar um pouquinho no tempo: eu fui transmitir um Figueirense B x Brusque em 2004, no Scarpelli, pela segundona. O jogo estava frio até que, no segundo tempo, o Rudnei, que depois jogaria no Criciúma e no Avaí, entra em campo com chuteira azul. Os cerca de 150 torcedores que estavam vendo o jogo o vaiaram em uníssono. É, com essas coisas não se pode brincar.

Aí, na apresentação dos novos uniformes do Figueira, me aparecem com um uniforme azul de goleiro, que na visão do clube, é verde-petróleo. Não importa se é verde ou azul. Tudo que leve um tom azulado ou leva a parecer com azul tem que ser evitado. Obviamente, a camisa não foi para o desfile sem antes ser aprovada. Deu polêmica e virou piada pronta. Palmas pra quem, de dentro do clube, aprovou.

Bom, o Figueirense, ao ver a polêmica, soltou uma nota horas depois informando que tal camisa não será utilizada. Ou seja, nasceu morta.

Ficaram com o mico na mão. Vai pros anais.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Brusque confirma Talhetti e Leandrão

O Brusque acaba de anunciar mais dois reforços: o meia Maicon Talhetti, 21 anos, vem por empréstimo do Figueirense, e o atacante Leandrão, que estava na Chapecoense.

Destes, o destaque vai para Talhetti, jogador que gosto muito. Um dos destaques do time alvinegro campeão da Copa São Paulo Júnior de 2008, ele passou por problemas com lesões. Recuperado, tem no Brusque a chance de recuperar a confiança e o bom futebol, para poder, de repente, ganhar nova chance no Figueira.

E pode ter mais novidade hoje, com jogadores disponibilizados pelo Avaí.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Dia de início de temporada no Brusque

Estive hoje a tarde na apresentação do Brusque para a temporada 2011. Entre caras conhecidas e novos nomes, dá pra ter um pouco da cara do time para o ano que vem.

Já que o pessoal quer saber do time, lá vai: vários jogadores estão retornando, com contrato vigente, caso do goleiro João Ricardo, o zagueiro Tairon e o lateral-esquerdo Tom. Dos que já passaram por aqui, estão o atacante Felipe Oliveira, que dispensa apresentações, e o meia William Gaúcho, que retorna depois de desaparecer do clube para forçar sua saída.

Dos novos nomes, estão chegando o zagueiro Marcelo Guerreiro, ex-Chapecoense, o também defensor Héverton, do Novo Hamburgo e o meia Roger Bastos, do Pelotas.

E o gerente de futebol Maurino Cazagrande conseguiu fazer boas parcerias com Figueirense e Avaí, que cederão jogadores que não serão aproveitados em seus elencos principais. Boas chances para os jogadores ganharam experiência, aparecerem e brigarem por um lugar nos seus times de origem. Os primeiros estão chegando: são o atacante Jonatan e o volante Luan, do Figueirense. Jonatan foi o artilheiro do time junior no Estadual com 9 gols. E há uma possibilidade real de Maicon Talhetti também aparecer.

Já do Avaí viriam de 3 a 4 jogadores. Rodrigo Thiesen era um da lista, mas ele acabou emprestado para o Volta Redonda. Virão atletas da lista divulgada hoje daqueles que serão cedidos por empréstimo.

E é mais ou menos por aí. Dependendo do andar dos contatos de patrocínio, o time vai se reforçando. E estaremos informando.

Luto: Ney Pacheco


O Blog, de luto, deseja aqui as condolências à família do jornalista Ney Pacheco. Uma pessoa espetacular, dono de uma inteligência sublime, cujos textos são uma lição para muitos que trabalham no jornalismo esportivo. Seu trabalho no site Meu Figueira fazia parte de minha leitura obrigatória. Uma referência.

Hospitalizado há 20 dias depois de complicações em uma cirurgia de redução de estômago, Ney nos deixou no início desta tarde, aos 43 anos de idade.

E vai ser cumprido o seu desejo. Ele queria ser cremado, e ter as cinzas espalhadas - uma parte no mar de Cachoeira do Bom Jesus, em frente à rua da Alegria, onde costumava veranear; e outra parte, no campo do Figueirense.

Perde o Figueirense um grande torcedor, e perde o jornalismo esportivo de Santa Catarina.