terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Catarinense 2012: Atlético de Ibirama

CLUBE ATLÉTICO HERMANN AICHINGER
Fundação: 20 de setembro de 1951
Cores: Grená e Branco
Estádio: Hermann Aichinger - 5.000 pessoas
Presidente: Genésio Ayres Marchetti
Técnico: Giovani Nunes
Ranking "BdR" 2011: 8o. Lugar
Catarinense 2011: Vice-campeão da Divisão Especial



Depois da polêmica licença de 2010, o Atlético de Ayres Marchetti disputou a Divisão Especial, e como esperado, conseguiu o acesso sem o título, mesmo conquistando os dois turnos. Como o regulamento obrigava a realização de jogos finais, o time perdeu o caneco para o Camboriú, time que entrou na decisão pelo índice técnico. A receita do time de Ibirama é sempre a mesma: um grupo montado com uma mescla de jogadores experientes no futebol catarinense, com alguns jovens valores. Faz-se a mistura, e aparece um time que sempre incomoda os grandes, principalmente jogando no Estádio da Baixada (foto).

O comandante do time é o mesmo do ano passado: Giovani Nunes, 41 anos que além de técnico, foi coordenador de todo o futebol do time em 2011. Ex-jogador do Brusque, Avaí, Chapecoense, entre outros, foi coordenador técnico no Marcílio Dias e auxiliar de Mauro Ovelha por cinco anos, no Marcílio, Metropolitano e no próprio Atlético. Agora como treinador, Giovani remontou o time com um orçamento não muito grande, mas seguindo a receita para o acesso, com jogadores que conhecem cada curva das estradas catarinenses. Para ajudar na montagem do grupo para 2011, o reforço veio da mídia. Segundo a imprensa do Alto Vale, o novo diretor de futebol do Atlético é o jornalista Cláudio Holzer, ex-repórter e apresentador da RBSTV Blumenau e ex-colunista do Jornal de Santa Catarina.

É bom lembrar que o presidente Ayres Marchetti é dono de 30% dos direitos econômicos do atacante Leandro Damião, do Internacional. Talvez ele seja o mais ansioso para que uma venda do jogador aconteça e, caso isso se realize, já prometeu que haverá um forte investimento no time e na ampliação do estádio. Enquanto o dinheiro não vem, o time vem cheio de figuras carimbadas. Quem acompanha o futebol catarinense vai reconhecer vários dos titulares do Atlético. Entre eles estão o zagueiro Silvio Bido e o atacante Rogério, ex-Chapecoense, o volante Xipote, ex-Brusque e o atacante Adriano, ex-Figueirense. Para 2012, foram contratados o goleiro Gabriel, do Camboriú, o lateral Sagaz, ex-Chapecoense, o zagueiro Alemão, do Inter de Lages e o atacante Matozinho, destaque do XV de Indaial na segundona do ano passado.

O Atlético está apostando na fórmula consagrada por Mauro Ovelha que levou o time a dois vice-campeonatos estaduais no passado para fazer bonito no Estadual e conquistar a segunda vaga catarinense na Série D de 2012. Não é hoje um candidato ao título, mas também não parece ser um time que vá fazer feio. Ainda mais que, se a coisa apertar, o presidente tem bala na agulha pra reforçar e bem o time. Se Leandro Damião for vendido em janeiro, a coisa melhora mais ainda.

2 comentários:

  1. Bala na agulha....
    Um presidente que vende sua vaga na elite do catarinense para os indios tu dis que tem bala na agulha?
    Bobo é quem torcer para esse timeco.
    Tomara que caiam denovo não merecem estar na elite.

    ResponderExcluir
  2. Leonardo, tu sabe que passou muito mais água por baixo dessa ponte.

    Abraço e sds tricolores.

    ResponderExcluir