quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Olho no Robertão para Cambu x Figueira

Em 25 de março de 2007, Brusque e Avaí se enfrentaram no Augusto Bauer. O Brusque construiu atrás de um dos gols uma arquibancada metálica construida para os mais diversos fins, mas com um parapeito fraco, que acabou quebrando com a pressão dos grande número de torcedores avaianos, que vieram em "avalanche" após o gol de Evando.

Camboriú x Figueirense, jogo que pode dar o título do turno para o alvinegro, levará um grande público ao estádio Robertão neste domingo. O interesse da torcida do Figueira é tanto que me causa um pouco de preocupação sobre a segurança do torcedor. Longe de querer que a partida não aconteça lá, mas o local, que tem capacidade para cerca de 3 mil torcedores, tem os laudos requeridos, é limitado e requer o máximo de atenção. Jamais a cidade de Camboriú recebeu um jogo de tamanha importância. E sim, o local tem as mesmas arquibancadas metálicas daquele jogo do Augusto Bauer. Com o mesmo parapeito e tudo, que lá em 2007, em vistoria do Corpo de Bombeiros após o jogo, tinha sido anunciado como proibido. Cinco anos depois, lá está ela de volta. O Brusque até reeditou a mesma arquibancada anos depois, mas com o primeiro degrau no chão, sem o dito parapeito.

Para quem não conhece, abaixo tem uma matéria da RICTV Itajaí do meu amigo Carlos Magagnin, que mostra todos os detalhes do Estádio Robertão. Que tenhamos um jogo de paz, sem problemas. Mas como eu já vi uma confusão histórica lá em 2004 e a arquibancada igual caindo em 2007, me causa certa preocupação:


Um comentário:

  1. Rodrigo,

    Não se preocupe! Vamos estar lá comandando o policiamento, da mesma forma como foi em Itajaí no sábado. lembra? Vai dar tudo certo! Nosso planejamento está a todo vapor!
    Todos os torcedores que forem assistir receberão toda atenção necessária.

    Abraços

    ResponderExcluir