domingo, 22 de abril de 2012

Chapecoense controla a vantagem na Ressacada

Daniel Cavagnoli / Assessoria ACF
Quem viu o jogo da Chapecoense contra o Cruzeiro na quarta-feira e analisou a postura do time em campo, teve uma pista do que o Avaí poderia esperar na Ressacada.

Sem tirar nem pôr, Itamar Schulle usou da mesma proposta para segurar o empate, que lhe coloca na situação de passar para a final do Estadual se não tomar gols no próximo domingo, em Chapecó.

São três pilares: marcação forte, com uma alta linha de três zagueiros para coibir jogadas de bola aérea, fortes contra-ataques e um carrapato (Vanderson) que persegue e anula o principal jogador adversário (Cléber Santana, assim como foi com Montillo).

Notadamente, o poderio ofensivo da Chape hoje não é dos melhores. O time tem dificuldades para fazer uma jogada trabalhada e usa muito os cruzamentos, principalmente na bola parada. Mas o lateral-esquerdo Aelson resolveu dar um presente no início do jogo, não dominando a bola que terminou no gol de Eliomar. Para quem veio pra se resguardar, o gol é espetacular.

E o Avaí foi martelando, com bola aérea, tentando passar na trombada pela marcação verde, sem sucesso. Só chegou ao gol de empate num rebote de cruzamento, que o zagueiro Fabiano (e não Nunes) tocou de bico contra o patrimônio. Com uma zaga grande e um goleiro seguro, a Chapecoense conseguiu se segurar e até poderia ter vencido o jogo no final, em um lance de João Paulo. O Avaí não conseguiu escapar da forte marcação no tapete da Ressacada. Domingo, em Chapecó, onde notadamente o terreno é bem pior, o sistema de armação avaiano, e principalmente o criativo Cléber Santana, terá muitas dificuldades para trabalhar jogadas. E a Chapecoense, que cresce em casa, virá empurrado pela sua torcida, com as armas que o fizeram chegar à semifinal. O Leão terá muito trabalho.

É uma situação parecida com a do JEC. Em casa estava a oportunidade de dar um passo grande. Oportunidade não aproveitada, o time terá que ir pelo caminho mais difícil. E Hemerson Maria vai ter que descobrir um jeito de passar pela forte defesa verde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário