domingo, 15 de abril de 2012

Ficaram os quatro melhores na quente rodada

Lá em Joinville, vi um jogo em que o JEC jogou pro gasto e venceu o Brusque, time que não mostrou nada diferente dos outros jogos. O time de Argel se junta a Figueira, Avaí e Chapecoense nas semifinais do campeonato.

Fez-se uma justiça e uma injustiça. O lado ruim já falamos aqui e o Figueira não pode reclamar, pois seu presidente aceitou: dois turnos conquistados e nada de título direto. E o bom é que realmente os melhores estão lá. O Metropolitano perdeu dentro de casa a vaga, com uma campanha digna de candidato a rebaixamento no Sesi (um empate e cinco derrotas) e o Criciúma mostrou nos últimos dias que não é um time confiável. E os cruzamentos serão interessantes.

O Figueirense, campeão dos dois turnos, vai pegar o Joinville. Nos dois encontros neste Estadual, dois empates. São os melhores times nesse estágio do campeonato, na minha opinião. Confronto sem favorito, com o Figueira desfalcado de Julio César no jogo de ida, que pode custar uma eliminação ao Figueira com novo berreiro por causa do regulamento. Se isso acontecer, pode contar que vai ter.

E o Avaí, que patrolou o Metropolitano em Blumenau, pega a Chapecoense, que terá o segundo jogo na Arena Condá. Nos confrontos anteriores, uma vitória verde e um empate sem gols. O Leão terá que confirmar toda a sua recuperação em dois jogos difíceis. Vai ter que fazer placar na Ressacada para ter boa chance em Chapecó, onde terá que ir de ônibus e encarar aquele gramado complicado. A Chapecoense é um ponto de interrogação. Quando se falava de sua qualidade, perderam para o Ibirama em casa, e depois fizeram boa partida contra o Cruzeiros. Quais dos times enfrentarão o renascido Avaí?

E a briga da Série D terminou de jeito inusitado: supostamente motivados por mala branca (postarei gravações de jogadores à Rádio Belos Vales), o Marcílio ia patrolando o Ibirama até o jogo terminar em empate. Pensa num cara bravo. Esse deve ser Ayres Marchetti, que só precisava de uma vitória simples para ir ao Brasileirão. Não conseguiu, a temporada acabou. E aí, se viu uma cena curiosa: diretores do Metropolitano comemorando a classificação a série D mesmo depois de outra goleada em casa.

Bola pra frente, que venham as semi-finais. Não arrisco palpite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário