terça-feira, 15 de maio de 2012

Jogadores condenados por "esterilizar" árbitro

Uma incrível história do futebol amador de Concórdia teve decisão judicial nesta semana. Três jogadores vão ter que pagar indenização a um árbitro, que teria ficado estéril com os chutes desferidos na "região delicada".

A matéria é do site da Rádio Aliança, de Concórdia:

O poder judiciário da comarca de Concórdia condenou, em pedido de tutela antecipada, três pessoas ao pagamento de indenização por danos morais e pessoais que passam de R$ 60 mil ao árbitro de futebol Gilmar Bonatto. Os réus são: Robson Mauro Fornari, Mauri de Lara e Gerson Balbinot.

O fato aconteceu no ano de 2006 durante uma partida de futebol pelo campeonato interiorano de Concórdia entre os times Lageado Guilherme e Linha Oito de Maio. Depois de apresentar um cartão amarelo para um dos jogadores da equipe local, Bonatto acabou agredido violentamente pelos demais jogadores.

A agressão foi tão violenta que precisou ser encaminhado ao Hospital para realizar exames, onde ficou constatada a laceração e a perda da vascularização de seu testículo esquerdo. Além disso, em consequência das lesões, afirmou ter ficado infértil.


Nenhum comentário:

Postar um comentário