segunda-feira, 21 de maio de 2012

Uram responde à declaração de Angeloni

O empresário Eduardo Uram respondeu, via nota oficial, à declaração dada pelo presidente do Criciúma, Antenor Angeloni, e publicada aqui no Blog em post anterior a este. O conteúdo é o que segue:

Em relação às recentes declarações do presidente do Criciúma Esporte Clube, Antenor Angeloni, o sócio gerente da empresa Brazil Soccer, Eduardo Uram, através de sua assessoria de imprensa, faz esclarecer o que segue: 

Com o intuito de negociar o jogador Ronny, que acabara de fazer um excepcional Campeonato Catarinense, o empresário entrou em contato com o presidente Antenor Angeloni em maio de 2011. A empresa Brazil Soccer em nenhum momento propôs algum tipo de parceria com o Criciúma Esporte Clube e nem mesmo ofereceu outros atletas da empresa para compor o elenco da equipe, pelo contrário, houve sim o interesse do clube catarinense em estreitar o relacionamento com a empresa, que mesmo construindo um bom relacionamento com seus dirigentes, não entendeu ser uma atitude ética por já possuir uma parceria sólida com o Figueirense Futebol Clube. 

Ainda em 2011, o empresário Eduardo Uram cumpriu seu único compromisso assumido com o presidente Antenor Angeloni que foi a negociação do atleta Ronny, que representou ao Criciúma Esporte Clube a maior venda de um jogador na história da agremiação, tendo a certeza que não terá outra negociação tão substancial no clube. É importante ressaltar que o valor dessa transação foi integralmente recebido pelo Criciúma Esporte Clube dentro dos prazos estabelecidos em contrato. 

É compreensível entender a chateação do Sr. Angeloni ao ver alguns dos melhores jogadores da época recente do Criciuma Esporte Clube jogando em outra equipe de dentro do mesmo Estado, salientando-se, porém, que o empresário sempre deixou claro que seu único comprometimento era com o Figueirense Futebol Clube, reiterando ainda que seu compromisso com o Criciúma Esporte Clube foi apenas a negociação envolvendo o meia Ronny, na qual foi totalmente exitosa. 

Por fim, a empresa Brazil Soccer, através de seu sócio gerente Eduardo Uram, esclarece que não teve nenhuma relação com o Criciúma Esporte Clube diferente de um empresário qualquer, e ao ser forçado a retirar seus jogadores por decisão dos que aconselham o Sr. Angeloni, o fez imediatamente, transferindo-os na sua totalidade para clubes uma divisão acima da que o Criciúma Esporte Clube se encontra, ou seja, a Série A do Campeonato Brasileiro. Eduardo Uram gostaria de reiterar ainda que considera o presidente Antenor Angeloni, apesar de suas divergências no futebol, um grande amigo ao qual aprendeu a respeitar, desejando êxito na sua missão obstinada dentro do futebol.

Um comentário:

  1. Tenho absoluta certeza de que o Sr. Antenor Angeloni fala a verdade. É homem simples e honrado. Esses negociadores de futebol, empresários que tem em seus negócios o lucro fácil, não falam a verdade, se omitem, se escondem e falam de verdades sempre que sejam pra se defender de acusações. Mas pra falar essas verdades, usam de mentiras e invenções. Os unicos que acreditam nestas palavras são os que fazem parte do mesmo circo, ou, no caso aqui do estado, os torcedores do figueirense e a imprensa que ganha com esse tipo de matéria!

    ResponderExcluir