quinta-feira, 28 de junho de 2012

Conheça a segundona: Guarani de Palhoça

SOCIEDADE ESPORTIVA, RECREATIVA E CULTURAL GUARANI
Fundação: 15 de fevereiro de 1928
Cores: Azul e Branco
Estádio: Renato Silveira (3.000 lugares)
Presidente: Amaro Júnior
Técnico: Hudson Coutinho
Ranking "BdR" 2011: 15o. lugar
Catarinense 2011: 5o. lugar na Divisão Especial


O terceiro time profissional da Grande Florianópolis (e que neste ano terá um outro adversário regional, o calouro Biguaçu) tenta se virar para manter o futebol profissional em uma região com uma clara divisão entre Avaí e Figueirense, em uma cidade que cresce em índices consideráveis. E eis o Guarani, que já pregou muita peça em time grande dentro do seu estádio, o Renato Silveira. Já há alguns anos ouço promessas de ampliação lá, até vi um desenho de como seria. A tão sonhada reforma ainda não aconteceu, e o presidente e ex-treinador Amaro Júnior corre atrás de atletas e parcerias para montar o time.

O técnico do Bugre para 2012 é Hudson Coutinho, 39 anos, ex-preparador físico de times como Figueirense, Chapecoense, Náutico e Marcílio Dias. Formado em Educação Física na Udesc, Hudson era o técnico da equipe júnior do Guarani. Recebeu o convite de Amaro e aceitou treinar uma equipe profissional pela primeira vez. O time já realizou jogos amistosos e aposta num projeto com jogadores locais, somados a alguns reforços do Avaí para brigar pelo acesso.


E são vários jogadores conhecidos do torcedor avaiano no time. Uma parceria foi realizada e atletas não utlizados pelo grupo profissional acabaram repassados ao Bugre. Estão nessa turma o zagueiro Cleyton, rebaixado com o Brusque no Estadual deste ano, o lateral Gustavo, irmão de Marquinhos Santos, que estava na Chapecoense, além do volante Jhonny e o atacante Ildemar. Ainda do Brusque vieram o volante Evandro e o meia Cléberson, que serão capitaneados no campo pelo zagueiro Fábio Fidélis, de 26 anos, cria das divisões de base da Ressacada e filho de Veneza, um dos ídolos do Leão. Teve chances como titular lá pelos idos de 2007, mas acabou não decolando. Será o homem de referência da defesa palhocense. O restante é formado por jogadores da Grande Florianópolis, muitos sendo destaques do forte futebol amador da região.

E é com essa base modesta que o Guarani tentará retornar à primeira divisão, de onde saiu em 2008. Não tem um plantel tão forte ou de investimento semelhante aos favoritos, mas ganha qualidade com os jogadores cedidos pelo Avaí. Não vai fazer feio, mas não vejo como um postulante direto a vaga na primeira divisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário