sexta-feira, 22 de junho de 2012

Conheça a Segundona: Imbituba

IMBITUBA FUTEBOL CLUBE
Fundação: 1o. de fevereiro de 2007
Cores: Azul e Amarelo
Estádio: Emilia Rodrigues (particular) - 2500 lugares
Presidente: Roberto Rodrigues
Técnico: Alexandre Pandóssio
Ranking "BdR" 2011: 13o. Lugar
Catarinense 2011: 10o. Lugar na Divisão Principal




O Imbituba foi a sensação do Estadual de 2010 quando, recém chegado da segundona e sob o comando de Joceli dos Santos, conseguiu excelentes resultados, terminando o Estadual em uma honrosa quarta colocação, com um grupo experiente no futebol catarinense. Naquele ano o clube também fez o vice-artilheiro do campeonato, Felipe Oliveira, e usava o nome do CFZ de Zico, mais por causa da paixão flamenguista do presidente Roberto Rodrigues. Mudou o ano, o nome deixou de ter a chancela de Zico e o sucesso não foi repetido. Sob o comando de Muller, o Zimba venceu apenas três partidas no Estadual 2011 e acabou rebaixado. Robertinho chegou a anunciar que poderia se licenciar e não participar da Segundona pela dificuldade de conseguir investimentos. O time vai jogar a Divisão Especial, mas o parto foi complicado.

Tudo porque há duas semanas o clube anunciou uma parceria que prometia ser a salvação do clube. Uma empresa chamada Supporting Sports do Rio de Janeiro apareceu com uma proposta de contrato de três anos, com o fornecimento de atletas e a promessa de incrementar as divisões de base do Zimba. Uma semana depois, Robertinho viu que a empresa carioca não lhe daria o respaldo financeiro e cancelou o negócio pouco antes da assinatura do contrato. “Começaram a mandar atletas e não mandaram dinheiro. Enquanto isso, eu “segurava as pontas” por aqui. Mais uma vez, “os cariocas” pousaram no Ninho da Águia e não honraram seus compromissos. Outra vez me decepcionei com tentativas de parceria”, esbravejou o presidente do Zimba.

Parceria descartada, hora de montar a equipe. Alexandre Pandóssio, goleiro campeão da Copa do Brasil de 1991 pelo Criciúma, e que tem no seu currículo uma passagem pelo pior time do Brasil, o Maga de Indaial, foi contratado para o comando técnico. Aos 50 anos e com passagem pelo clube da capital da baleia franca em 2010, Pandóssio tem a missão de começar o campeonato com o time ainda em montagem. A indecisão em torno da parceria atrapalhou todo o planejamento.




E aí o Zimba vai montando o elenco. Do Brusque vieram o goleiro Fabão e o zagueiro Léo Breno. Dos mais experientes, destacam-se o meia Mazinho, ex-Figueirense e o volante camaronês Steve (foto), de 27 anos, ex-Avaí e Chapecoense. A diretoria promete trazer alguns reforços pontuais para o elenco, e cobrir o restante do plantel com atletas da base. O Imbituba não entra na Divisão Especial como favorito. Por mais que o time já tenha conseguido um título na segundona, o investimento não é o mesmo e as parcerias não deram certo. Robertinho lida com as dificuldades de ter que bancar o time sozinho, e seu investimento é bem menor que os considerados favoritos. A não ser que muita coisa mude, é time que vai apenas ser um coadjuvante no campeonato.


Nenhum comentário:

Postar um comentário