quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Derrota e mais combustível na crise

Luiz Henrique / Figueirense FC
É mais uma derrota do Figueira para adicionar à preocupante sequência de insucessos que causa terror ao torcedor alvinegro. É o tipo de recorde que ninguém quer. Um jogo em que o Flamengo foi melhor, e que terminou com uma cena que vai rodar o país, com Loco Abreu beijando o escudo do Botafogo que estava sob sua camisa, para tomar um cartão amarelo.

Mas aqui eu vou analisar o jogo, que é o problema mais grave de todos. Essa história do Abreu ele terá que explicar para a torcida, pois pode ser o motivo para acabar a lua de mel e jogá-lo na vala comum das críticas que caem sobre todo o elenco. Agora, que ele assuma as consequências.

Hélio dos Anjos tentou mexer alguma coisa no time, mas o Figueira jogou pra não perder. Teve uma chance incrível de Ronny no primeiro tempo e uma bola na trave no segundo. Foi só. O Flamengo controlou a posse de bola no jogo, partiu para as jogadas de velocidade nas laterais e tinha Negueba e Vagner Love se movimentando bastante e causando um nó na marcação alvinegra. Coisa que não mudou muita coisa dos últimos jogos pra cá. Com a expulsão de Anderson Conceição e Leo Moura, o jogo perdeu ritmo, mas nem isso fez o Figueira crescer no jogo.

O gol rubro-negro estava maduro, e saiu com Love em jogada de escanteio. O Figueirense, que perdeu o que tinha de meio-campo com a saída de Ronny, foi pra cima de forma desorganizada e conseguiu um pouco de perigo. Mas nesse abafa, tomou outro gol que fechou o caixão.

Agora, a análise mais importante: para quem o Figueirense perdeu? O Flamengo estava há 5 jogos sem vencer, numa crise desgraçada dentro e fora de campo, com a torcida pegando no pé com o péssimo futebol mostrado. Esse time veio para o Scarpelli buscar a recuperação contra o lanterna, e conseguiu. É um agravante que dá mais uma ideia do pobre futebol mostrado jogo após jogo pelo Figueira. Hélio dos Anjos chegou ao fim do seu, por assim dizer, estágio de provação. Se fosse para ele apresentar alguma inovação que pudesse dar uma virada na situação, já devia ter acontecido. E como não aconteceu, a coisa agrava cada vez mais e caminhando a passos largos para a Série B. A máquina não funciona como um todo, e o risco de descenso quando se tenta consertar tudo com o campeonato andando é muito alto.

Com o clima já suficientemente tenso depois de toda a semana e com mais uma derrota, Loco Abreu faz aquilo. E vem aí mais um adversário direto, o Sport, fora de casa.

Se alguém não viu o que o Loco fez, o vídeo tá abaixo:



Nenhum comentário:

Postar um comentário