sábado, 11 de agosto de 2012

O sábado: 2 catarinas no G4 e o "sai nhaca" do Figueira

Três jogos com três bons resultados para os catarinas. Acho que, pela primeira vez, temos dois times no G4 da Série B, e o Figueirense venceu sem jogar bem, mas conseguiu espantar aquela nhaca do time que não vencia nem marcava gols. Vamos por partes.

O Joinville fez o que tinha que ser feito. Não dar sopa pro azar contra um time da zona de rebaixamento, e foi assim que o fez. Um indiscutível 3 a 0 que colocou o time no G4, com a ajuda do Criciúma. Leandro Campos aboliu da tática de jogar diferente fora de casa, e assim foi feito. Lima voltou a fazer gols (é vice-artilheiro com 10, a 6 de Zé Carlos) e isso faz toda a diferença. Com o camisa 9 funcionando o time inteiro funciona, e aí vem um efeito cascata. O JEC pega o Bragantino, outro time da zona, na terça em casa e depois viaja pra Salvador pra pegar o forte Vitória. Um jogo de cada vez. Como diria o velho poeta, não interessa estar no G4 agora. Interessa estar lá na 38a. rodada.

Já o Criciúma, que perdeu do JEC na rodada anterior, pegou outro time da turma de cima e arrancou um empate no final. Há de se destacar que o São Caetano fez uma pressão desgraçada e perdeu um gol incrível no final do jogo. Aí a tal da bola resolveu punir o Azulão e Matheus conseguiu o empate. Tudo certo para o time de Paulo Comelli, que segura a liderança em mais uma rodada. Tenho claro que, se manter os 100% em casa, o Tigre sobe. O América de Natal será páreo duro na terça, mas dentro de casa sou mais o tricolor. E acredito que o time vai fechar o primeiro turno com mais de 40 pontos.

Vamos ao jogo do Figueira. Jogou mal, o jogo em si foi terrível mas a vitória veio com um gol de Aloisio, num baita lançamento de Guilherme Santos. É aquela história: não há inicio de recuperação se não houver uma primeira vitória. Ela veio, com um efeito mais psicológico do que prático. Hélio dos Anjos escalou o time com novidades como Guti (que foi bem) e Guilherme Lazaroni (que não apareceu no jogo, sendo substituído). Tudo ia caminhando para o empate, até que um dos mais criticados do elenco fizesse aquele gol. Que sirva para dar mais confiança. Mais a mais, o resultado não tira o alvinegro da zona de perigo mas dá alguns dias de paz para Hélio trabalhar até o jogo contra o Santos. É bom deixar isso na mente: o Figueira não jogou bem contra um time que também está mal. Mas venceu, e os tão aguardados três pontos estão na tabela. Ao trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário