quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Avaí vai de Argel pra tentar ir pra A

Ainda procuro uma explicação lógica para saber o que levou o Avaí a contratar Argel Fucks para comandar o time, depois da demissão de Hémerson Maria e da pobre campanha que ele fez no rival Figueirense até um tempo atrás.

A teoria mais próxima que encontrei foi a mesma que aconteceu no Figueira quando da saída de Branco, que foi demitido após a final do Estadual e, pela proximidade e facilidade pra negociar, fechou contrato em uma ligação. Foi igual: demissão rápida, o clube viu o que era mais rápido e o negocio foi feito a toque de caixa.

Hoje vai ser um dia interessante: o Avaí marcou uma "coletiva de despedida" de Hémerson Maria e Cléber Santana a tarde, para depois Argel soltar aquele seu discurso que conhecemos. Coletiva essa em que a torcida está se mobilizando nas redes sociais para colocar o maior número de pessoas possível por lá.

Bom, já soube por amigos da imprensa de Floripa que teve jogador torcendo o nariz com a notícia do novo técnico. Agora, oficialmente, a família que levou o Leão ao título estadual está desfeita, o vestiário avaiano trocará o discurso do paizão pelo "vamo lá, porra" e as frases de efeito de Argel. Não é o modelo de técnico que eu imaginava, até porque tem uma temporada 2013 pra planejar, mas o que está feito não pode ser mudado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário