sábado, 15 de setembro de 2012

JEC operado em Fortaleza

O JEC começou o jogo mal, mas conseguiu uma valorizadíssima virada em Fortaleza, e ia conseguindo importantes pontos, quando o jogador do Ceará desabou na área e Alício Pena Junior deu um jeito de consertar o estrago, marcando um pênalti mandrake. O zagueiro puxou a camisa? Não sei. Mas se tivesse puxado o impulso seria pra trás e não pra frente, concorda?

De quebra, Alício tirou seis jogadores da próxima partida, contra o Paraná. Time desmanchado na próxima rodada. Foi um negócio incrível que teve até o goleiro Ivan preso. O Policial diz que ele xingou, tem aquele negócio da fé pública, onde ele pode colocar qualquer coisa na boca do goleiro.

Aliás, o Criciúma já tinha passado por problemas lá, quando tomou um gol naquela falta de fair play.

Segue o bonde, que venha o próximo jogo. Valeu a luta do Joinville em virar o placar adverso. Mas era pra ter sorte melhor. Arbitragem caseira faz parte das características da Série B.

E cadê a Federação que diz que defende os clubes? Dá pra fazer um livro com tanta garfada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário