domingo, 28 de outubro de 2012

A Série B bate à porta da Chapecoense, de novo

Blog do Badá
E lá vai a Chapecoense, pela terceira vez, para a batalha final em busca de uma vaga na Série B. Depois de deixar o bonde passar pela primeira vez com dois empates com o Ituiutaba e bobear no quadrangular da Série C do ano passado, vem do Mato Grosso o último e difícil obstáculo nesta terceira chance que aparece. E, de novo, decidindo fora de casa.

O Luverdense tem apenas oito anos de existência é o atual campeão do Mato Grosso, e vem da pequena Lucas do Rio Verde, cidade que fica a 330 km de Cuiabá, de tamanho semelhante às nossas Rio do Sul, Canoinhas, Biguaçu e Gaspar. Com uma grande imigração gaúcha por lá, o clube montou um elenco forte, que passou sem sustos pela primeira fase, se classificando com muita antecipação, só ficando atrás do Fortaleza. O técnico é Dado Cavalcanti, de apenas 30 anos de idade, que já tem no seu currículo passagens pelo América de Natal e Santa Cruz. O jogador mais conhecido é o atacante Valdir Papel, aquele ex-Vasco, lembra?

A Chape tem um adversário complicado pela frente, mas ainda prefiro o time matogrossense do que o Fortaleza, por exemplo. Há uma grande diferença de enfrentar um time de nome no PV do que pegar um clube do mesmo patamar no Passo da Ema.

Teoricamente, e é bom frisar isso, a Chave A era mais fraca que a B, até pela condição de investimento dos clubes nordestinos em comparação com os do eixo sul. Tudo isso será esclarecido a partir do mata-mata, mas a Chapecoense precisa ter uma coisa em mente, que não fez nas outras duas chances: não pode perder a oportunidade dentro de casa.

Fazendo uma vantagem no Índio Condá na quinta, ganha-se tranquilidade para o jogo decisivo. O time atravessa uma grande instabilidade jogando fora de casa (como diz o Badá, passou do trevo o time não ganha) e perdeu a oportunidade de, sendo primeiro ou segundo, resolver a parada diante da sua torcida.

Que a goleada contra o morto Tupi sirva como motivação pros dois jogos mais importantes da história do clube, que acontecerão nas duas próximas quintas.

E que Mato Grosso traga sorte de novo. Pra quem não lembra, o acesso à Série C veio num confronto eliminatório contra o Araguaia, do mesmo Estado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário