terça-feira, 9 de outubro de 2012

A Série A se distancia do JEC

Rogério da Silva / Notícias do Dia
As dez rodadas finais do Brasileirão são marcadas pelo sprint final. Aquela troca de marcha, a pisada extra no acelerador que pode fazer a diferença na luta pelo acesso para quem quer brigar.

O Joinville parece ter errado a marcha, cometido uma falha de aceleração que pode custar o sonho da Série A.

Se o cenário já não era bom na sexta, quando o time patinou ao empatar com o Barueri, perdendo a chance de entrar no G4 em casa contra o São Caetano, dessa vez piorou no confronto direto. O time não conseguiu passar pela proposta do Azulão, que queria levar um ponto de volta pra casa e conseguiu, mantendo a distância para o adversário e permanecendo mais uma rodada no grupo de cima.

Emerson Leão não é bobo. Montou um 3-5-2 com dois homens protegendo a linha de zaga que deu certo. Discreto e sem uma novidade, o JEC repetiu a atuação sonolenta de Barueri e não mostrou o algo mais que se espera de um time que tenha a atitude de entrar no G4. Lima, mais uma vez, teve uma atuação discretíssima e com sua fraca atuação, levou junto o time todo.

Foram quatro pontos perdidos nos dois últimos jogos que não vão fazer, já estão fazendo falta. O confronto direto passou, e o time tricolor perde terreno quando deveria injetar mais energia e vibração para mostrar que está lá para brigar pelo acesso. Como diria meu amigo Gabriel Fronzi, o bonde não para. E o JEC está assistindo o bonde passar.




Nenhum comentário:

Postar um comentário