quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Causos dos JASC: O narrador de "rrrrandebol".

Mais um causo da imprensa vivido nos Jogos Abertos de Santa Catarina.

Esse aconteceu comigo. Jogos de 2007, em Jaraguá do Sul.

Um grande amigo meu, narrador de mão cheia, lá de Chapecó, chega na CCO meio desesperado, e me diz:

- Rodrigo, Rodrigo, por favor, me ajude, me ajude....

- Pode falar!

- Vou transmitir um jogo de "rrrrandebol" hoje a tarde e não sei nada. Me ajude, me dê umas dicas, umas regras assim...

Ele ia transmitir um jogo de handebol e não sabia das regras. Nem quantos atletas de cada lado, nem o tempo. Eu falava algumas características e ele anotava tudo.

Pensei: vou no ginásio ver esse jogo. Vai dar coisa.

Lá fui eu, pro ginásio da Duas Rodas, ver um Chapecó x Blumenau pelo handebol. Meu amigo tava lá ligado, na cabine. Começou o jogo, e na primeira posse de bola, Chapecó fez 1 a 0. O narrador (posso falar quem é?), soltou um grito de gol digno de decisão de Copa. Ele não sabia que um jogo de handebol tem, em média, 40 gols por jogo.

E o jogo foi rolando. Com seis minutos, o placar era de 4 a 3. Meu amigo já tava roxo de tanto berrar gol como se fosse futebol. Na metade do primeiro tempo, placar de 8 a 6, ele já tava sem ar. Comprei uma garrafa de água e tive que avisar que o gol no handebol é um pouquinho diferente do futebol. E ainda tomei bronca e ouvi dele "mas é complicado esse tal de rrrandebol hein?". Eu disse: "nada, é fácil, só tem um pouco de gols a mais".




Nenhum comentário:

Postar um comentário