domingo, 14 de outubro de 2012

Sem forçar, São Paulo vence o rebaixado Figueira

Wander Roberto / VipComm
O São Paulo mostrou uma sonolência absurda no segundo tempo do jogo contra o Figueirense. Mas como já vencia por 2 a 0, com total controle da situação, contra um adversário que não tentou ou esboçou qualquer tipo de perigo, nem precisava apertar o pé no acelerador. Se poupou pra rodada do meio de semana.

Ganhar do Atlético-GO não é indício de recuperação, nem de "milagre à vista", manchete que considero exagerada, publicada no Diário Catarinense do dia seguinte. O pior vem agora, na sequência de jogos contra times da parte de cima, de reconhecida superioridade técnica e que terão na vitória sobre o alvinegro uma obrigação. Sem poder de reação algum, com a moral derrubada e sem fato novo ou coelho na cartola que indique uma reviravolta, os próximos jogos serão uma via crucis para o torcedor alvinegro.

Não tem muito o que argumentar, é esperar o final do Brasileirão e juntar os cacos para 2013. Talvez lutar pela dignidade para não terminar na lanterna ou com uma pontuação menor que o Avaí do ano passado.

Bem melhor do que ficar batendo em algo que já se sabe que não vai render mais nada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário