sábado, 14 de julho de 2012

Série B: problemas iguais, resultados idem

Joinville e Avaí jogaram fora de casa e, além de trazerem resultados iguais, trazem outras situações bem semelhantes.

Em São Caetano o JEC, depois de uma semana que eu disse aqui que teria uma semana de tranquilidade, parece que não aproveitou. Era um jogo de seis pontos contra o Azulão. Houve tropeço da arbitragem nesse jogo. Um pênalti bisonho foi marcado para o time da casa. Se houvesse um mesmo critério, o deslocamento de Alex na área adversária também seria pênalti, mas o árbitro não pensou assim. Hoje, o torcedor pode reclamar. Mas também pode reclamar um pouco do time, que não evoluiu como se esperava. Leandro Campos não buscou uma outra alternativa durante o jogo, que caminhou para o final sem novidades. Vida que segue, com a pressão voltando em cima do treinador e uma torcida desconfiada.

Já em Maceió, o Avaí perdeu pro CRB e caiu pra décima colocação da Série B. O tipo do adversário que você diz que "dá pra vencer" se houver aquele esforço, aquela organização a mais. Não houve. Deu pena de ver Cléber Santana recebendo bolas "quadradas" no meio-campo e depois o time querer que ele resolva sozinho. O jogador tem talento, mas não pode ser o responsável por tudo. E nesse meio, o time perde o tempo de se arrumar quando joga fora de casa. Eram três pontos possívels que se tornaram a quarta derrota, que aumenta mais um pouco a distância para o G4. Colocar tudo nas costas de Hémerson Maria é aceitar que o elenco não precisa de mais qualidade, o que é uma tremenda mentira. Temos que aceitar que, hoje, o Avaí não é time para lutar pelo acesso. É digno de zona intermediária. Se aparece um fato novo, a análise pode mudar.

No próximo post, o jogo do Figueira, que vou assistir em VT.

Concórdia vence Estadual Júnior da Divisão Especial


Líder da segundona, favorito ao acesso e representando o Estado na Série D do Brasileiro, o Concórdia mostra que está "pegando o jeito" no mundo do futebol moderno. Montou um bom time profissional e está colhendo frutos na base, pensando na criação de talentos em casa. O Galo do Oeste conquistou, nesta semana, o título estadual de juniores da Divisão Especial. Prova que o clube está indo no caminho certo.