quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

A rodada: Índio mostra as garras. Verde na frente

A rodada consolida a liderança da Chapecoense e do Metropolitano ao fim de duas rodadas. Cedo, muito cedo pra dizer quem é quem, mas há de se destacar que o time de Chapecó venceu dois times favoritos ao título. O Metrô também tem 100% de aproveitamento, mas a partir do jogo do final de semana em Joinville veremos se ele é tudo isso. A tabela as vezes prega peças.

Luiz Henrique / Figueirense FC
Vamos ao jogo que eu vi, que por sinal foi bem animado. O Figueirense fez 1 a 0 num sonolento Joinville, em um erro de Augusto Recife. Exatamente aos 28 do primeiro tempo, Lima perde um gol inacreditável e, do nada, a coisa mudou. O JEC resolveu acordar, conseguiu o empate, e o Figueira entrou num abismo de rendimento. Assistiu o adversário jogar no segundo tempo e tomou a virada, com Kim. Gérson Magrão era o único que mantinha a qualidade, trabalhando na criação de jogadas, mas não contava com alguém para alguma tabela ou chute a gol. O alvinegro achou o empate em um lance de sorte, com Lima cometendo a infelicidade de cabecear contra o gol. Não fosse isso, a vitória tricolor seria justa. Duas lições: primeiro, a que o JEC mostrou uma pequena evolução, com muito ainda o que arrumar, e jogadores que vieram do banco e mostraram algum serviço: Somália e Kim. No Figueira, o retrato da situação atual do time foi tirado hoje no Scarpelli. Agora, Adilson poderá ver onde realmente tem que mexer ou melhorar no time. Há buracos no meio, falta uma segunda opção de qualidade no ataque e muito entrosamento.

Rodrigo Goulart / Diário do Iguaçu
Em Chapecó, o time mais certinho dessa reta inicial de Estadual goleou o Avaí, outro time que já não tinha mostrado a que veio na primeira rodada. Temos aqui dois cenários: a Chapecoense está em ritmo de competição com seu elenco que pouco mudou para 2013, contra um Avaí que tomou um "choque de realidade" no Oeste. Tem jogador que falta estrear, mas só com o nome, ninguém vai a lugar algum. Vai ter sistema de marcação especial, dificuldade pra jogar fora de casa, arbitragem ruim... todos são fatores reais que precisam ser considerados. Enquanto isso, a Chapecoense vence dois times grandes com atuações convincentes.

Nos outros jogos, o Criciúma poupou jogadores para enfrentar o Avaí e acabou empatando em Ibirama, outro excelente resultado, tendo em vista as dificuldades de jogar no Alto Vale. Na próxima rodada, o Tigre completo poderá afundar um pouco mais o Avaí e será colocada a prova a condição do seu time titular, que passeou sobre o lanterna Camboriú e precisa de um teste mais forte. Já o Atlético ainda não é o Atlético que se espera. Como não vi o jogo, fica complicado saber o que está acontecendo.

E o Metrô chegou aos seis pontos ganhando do Guarani, enquanto que o Camboriú perdeu em casa para o Juventus. Vamos aguardar a rodada do final de semana, que é o prazo que costumo dar pra definir quem é quem no campeonato.


Nenhum comentário:

Postar um comentário