terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Catarinense 2013: Avaí

AVAÍ FUTEBOL CLUBE
Fundação: 1 de setembro de 1923
Cores: Azul e Branco
Estádio: Aderbal R. da Silva - 18.000 lugares
Presidente: João Nilson Zunino
Técnico: Sérgio Soares
Ranking "BdR" 2012: 2o. lugar
Catarinense 2012: Campeão


O Campeão Estadual vem para a defesa do título totalmente renovado e motivado por um segundo semestre turbulento que começou justamente depois do título conquistado de forma sensacional em duas vitórias contra o arquirrival Figueirense. A base foi se desmontando, os principais jogadores se foram, veio o atraso de salário... e todo mundo viu como o ano terminou. A exigência de uma boa temporada cresce com pressão da torcida que não vive nenhuma lua de mel com o presidente João Nilson Zunino, que entra em seu último ano de mandato disparando contra a imprensa e os empresários da bola. É nesse clima, com um misto de esperança renovada com a nova temporada, misturado com as críticas à diretoria, que o Avaí vem buscando seu 17o. título, no ano em que completa nove décadas de existência.

E dentro de campo a renovação é tamanha que não é preciso ter medo de falar "tudo novo". A começar pela contratação do paulista Sérgio Soares, de 45 anos de idade e oito como treinador. Ao contrário de Mauro Ovelha, Hemerson Maria e Argel Fucks, seus antecessores, Soares é um técnico que tem o histórico construído em São Paulo, de onde veio Marcelinho Paulista, o polêmico gerente de futebol que virou alvo da ira da torcida. Soares é um treinador de fala mansa, que vem com um desafio grande, e que precisa ser executado "pra ontem": comandar um processo de renovação que precisa trazer resultados ainda no Estadual.

Pelo time titular que se desenha no Avaí, aparecem poucos remanescentes de 2012: o jovem goleiro Aleks, o lateral Arlan e o meia Jefferson Maranhão estão entre eles. A renovação é grande, com a chegada dos zagueiros Pablo e Alex Lima, os volantes Alê e Ricardinho e os atacantes Nadson e Rodriguinho. Só com esses reforços confirmados até o final de semana, eu diria que o Leão 2013 é uma grande incógnita, não pela qualidade dos jogadores, mas pelo tamanho da mudança, com uma nova filosofia de treinador e atletas nem tão conhecidos. Mas o time ganhou um grande upgrade nesta segunda, com a confirmação do volante Eduardo Costa (foto), de 30 anos, que estava no Vasco e tem passagem pelo futebol do exterior e pela Seleção Brasileira. Junto com Marquinhos Santos, meia que ainda carece de confirmação e que traz consigo a paixão do torcedor,  a situação toma outra forma. São dois jogadores experientes, de destaque para o Campeonato Estadual, que trazem duas vantagens: além da qualidade individual, apagam o incêndio na torcida e trazem ao estádio muitos que estavam desconfiados. Moralmente, é um tiro certeiro.

Claro que no futebol ninguém joga com nome. Mesmo assim, o Avaí 2013 ainda é um ponto de interrogação. Não imagino o time dando uma resposta imediata no primeiro turno, até porque os trabalhos com bola começaram há pouco tempo, o desentrosamento ainda é muito grande e até as melancias de ajeitarem no caminhão, vai levar um tempo. Mas há de se admitir que a chegada de um volante experiente e um meia com habilidade e histórico dá muito mais esperança. Por isso que é bom esperar por uma segunda impressão antes de avaliar o que será do Avaí no Catarinão 2013.


Nenhum comentário:

Postar um comentário