quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Empate que não apaga a apatia avaiana

Marco Santiago / Notícias do Dia
O roteiro é de empate heroico: o Avaí vai para o intervalo tomando 3 a 0, parte pro abafa nos 45 minutos finais e acaba conquistando um empate nos acréscimos.

Quem não viu a partida pode até achar isso. Mas quem assistiu na arquibancada ou viu pela TV observou que não foi bem assim. O Avaí foi o mesmo dos últimos jogos, sem organização e dependendo totalmente do talento individual de Marquinhos Santos. Numa circusntância de jogo, aproveitou-se dos erros de estratégia do adversário, que recuou em demasia no segundo tempo, aceitou a pressão e tomou o terceiro gol em uma lambança do zagueiro Thiago Sala, que desistiu de dar um chutão na bola dentro da área.

Que esse empate (que pra mim não teve nada de heroico) não sirva para apagar tudo de errado que está acontecendo na formação do time avaiano para 2013, aí incluindo o que Sérgio Soares não está fazendo. É fácil analisar o resultado por cima, mas é complicado aceitar diante de um time que tem somente em Marquinhos o escape para o ataque, erra passes demais e não tem uma defesa confiável que, juntando tudo, tem um conjunto que não está funcionando.

E olhando para a classificação, o Avaí terá que fazer uma campanha de campeão do returno para chegar na fase final. E, para fazer isso, é necessário que o futebol do time melhore, e muito.

Já o Guarani, que jogou dois pontos fora, até que se deu bem nos jogos adiados, marcando quatro pontos. Foi o grande beneficiado dos jogos adiados, já que o time se reforçou da quinta rodada pra cá. Terá um duro returno para brigar contra o rebaixamento.


Nenhum comentário:

Postar um comentário