domingo, 17 de fevereiro de 2013

JEC e Tigre fazem o melhor jogo do Estadual

Carlos Junior / ND
Joinville e Criciúma fizeram o tipo do jogo que me deu gosto de narrar. Cheio de oportunidades, erros e golaços. Pra ser sincero, podia dar de tudo na Arena. A vitória no Joinville veio no detalhe, em um passe lindo de três dedos de Augusto Recife para Kim e numa sobra de bola de Artur Maia.

As duas maiores lições do jogo: o Criciúma, que saiu na frente com um gol no primeiro minuto, teve mais de uma oportunidade de colocar tranquilidade na partida ou até mesmo definir a partida. O Joinville foi guerreiro, fez uma pressão desgraçada em todo o primeiro tempo, conseguiu o empate e no segundo tempo, atrás no placar, não baixou o ritmo e correu muito, empurrado pela torcida. Ainda que, com cabeça fria, dá pra notar que uma coisa ou outra ainda precise melhorar, não tem como negar que um jogo desse marca. Positivamente para o Joinville e negativamente para o Tigre, que esteve a frente do placar pela maior parte do tempo.

Sem dúvida, o melhor jogo do campeonato catarinense.

Nos outros jogos da rodada, a Chapecoense mostrou porque é o melhor time do Estadual e sapecou três em Camboriú. Dizem que teve polêmica por lá e o Delfim saiu escoltado, mas como não vi, o comentário fica por aqui. O time de Gilmar Dal Pozzo pode ser campeão do turno já no próximo final de semana, se vencer o Guarani em casa e o Figueirense não vencer em Criciúma. Nada muito improvável.

Em Blumenau, o Metropolitano tomou 4 do Atlético de Ibirama em casa e prova que o problema do time não era treinador. Aliás, o time verde de Blumenau precisa fazer uma profunda auto-análise para detectar o seu problema, sob pena de perder a vaga para a Série D. O Ibirama volta a vencer, depois de dias de muita cobrança.

E o Juventus hein? Time em crise, problemas financeiros... Venceu o Guarani fora de casa e chega a confortáveis 9 pontos na classificação. Com os resultados do berreiro (o Angeloni irá patrocinar o time e os vereadores prometeram pegar junto), parece que as coisas vão melhorar por lá. O time ganha uma gordurinha para ficar na primeira divisão. Enquanto isso, Camboriú e Guarani vão ter que ralar muito mais.


Um comentário:

  1. Pena para a qualidade do jogo um juiz que marcava falta em qualquer chegada, truncando um jogo que poderia ter sido bem mais corrido, dinâmico, disputado e técnico para os dois lados. Com o excesso de faltas inventadas, as jogadas de contra ataques com toques rápidos em direção ao gol foram resumidas a bolas alçadas para a área, uma pena esse pensamento medroso do árbitro que não teve coragem de deixar o jogo fluir.

    ResponderExcluir