sábado, 2 de fevereiro de 2013

JEC em chamas vence, mas não convence

Luciano Moraes / Notícias do Dia
O Joinville hoje é um caldeirão fervendo. Desde a derrota para o Camboriú, o clima lá no Morro do Meio anda terrível. Antes do jogo, o presidente Nereu Martinelli trouxe a sua insatisfação, o técnico Artur Neto não deu entrevista, e chegou a notícia que Lima teria pedido um estranho afastamento de dez dias "para aprimorar a parte física". Sem querer duvidar mas já duvidando, é complicado acreditar nisso.

E no campo, o JEC venceu o Ibirama jogando muito mal. Aliás, uma partida fraquíssima. O Atlético retrancado pegou um Joinville desorganizado, que não tem a capacidade de criar uma jogada de qualidade. O primeiro gol veio a sair no primeiro tempo em uma bola parada para Jussani, e o segundo num gol de pênalti sofrido pelo mesmo zagueiro. Venceu e não convenceu, e já estamos na quinta rodada.

Terminada a partida, Artur Neto escancarou a crise, deixando claro que não se dá com Lima, e dá pra perceber que o grupo também está dividido. Ao fim do jogo, o lateral Eduardo deu uma de advogado do centroavante e dedicou a vitória a ele, deixando claro que tem gente lá dentro que está insatisfeita com toda essa situação.

Uma hora a corda vai arrebentar, só não se sabe de que lado. Certo é que um time campeão não pode ter uma crise interna desse tamanho. E se quiser ver o JEC na final, é bom Nereu Martinelli trabalhar. O jogo de hoje serviu pra mostrar pra todo mundo que não está nada tudo bem. Artur Neto forçou a barra, dizendo que "o time fez uma ótima partida". Não sei que jogo ele viu. Os mais de 6 mil torcedores presentes na Arena não pensam o mesmo, eu acho.

Um comentário:

  1. É pra ligar o sinal de alerta, mas não pra desespero. Todo time passa por instabilidade, o JEC não seria diferente. Vamos ver como vai superar esse momento. O Artur tomou uma decisão, ele está lá para isso, fez o certo. Chega de estrelinhas. O JEC é maior do que tudo e do que todos.

    ResponderExcluir