domingo, 24 de fevereiro de 2013

Primeiro Turno tem dono. É da Chape, com justiça

Rodrigo Goulart / Diário do Iguaçu
21 pontos conquistados em 24 possíveis. Melhor ataque e a melhor defesa, e sem mandar seus jogos dentro de casa. Não há discussão quanto à justiça do título do primeiro turno conquistado pela Chapecoense com uma rodada de antecedência. É o melhor time do Estadual até agora.

Enquanto os outros times ainda procuram um rumo certo, a Chape de Gilmar Dal Pozzo já achou o seu há tempo. Tem um padrão definido, um bom elenco montado e fisicamente está voando. O Guarani foi a vítima da vez, sem ter chance alguma. Envolvida desde o começo do jogo, foi encurralado no primeiro tempo e aí, foi só torcer pelo Criciúma e esperar para comemorar. E olha que o time tem o criticado Ronaldo Capixaba como titular, que hoje deu lugar a Bruno Rangel que marcou dois gols.

Enquanto isso, o pressionado Criciúma deu uma resposta para o torcedor e venceu o Figueirense, que pouco fez para sair do Heriberto Hulse com alguma chance de conquistar o turno. Não pressionou como devia, errou demais, deixou o Tigre apertar, e numa bola aérea e outro contra-ataque, Paulo Comelli viu a sua situação ganhar um pouco de alívio.

Daqui pra frente, a Chapecoense terá o desafio de manter o ritmo. Todos sabemos do ridículo regulamento do Estadual, em que o campeão de dois turnos não leva o título sem decisão. Logo, Dal Pozzo terá que achar a equação entre poupar o time e não perder o ritmo, já que a liderança na classificação geral garante a decisão em casa (hoje, a Chape tem 5 pontos de vantagem para o Figueirense, 10 para JEC e Criciúma e 13 para o Avaí, com um jogo a menos).

Hoje, o time está sobrando. Mas time campeão é aquele que vai sobrar lá em 19 de maio. A Chapecoense já está entre os quatro, merecidamente. E no returno o Verdão voltará pra casa, jogando no renovado gramado da Arena Condá, com a sua grande torcida empurrando.


Nenhum comentário:

Postar um comentário