domingo, 30 de junho de 2013

O emergir de uma seleção, que volta a ser a seleção brasileira

Foi jogo perfeito. Atuação irrepreensível. Marcando bem, jogando intensamente no ataque e expulsando a Espanha do seu campo de defesa, a seleção não deixou dúvidas que tem tudo pra voltar a ser aquele time que esperamos. Depois e anos e anos de desconfianças, crises e times que não convenciam, agora sim há motivos pra acreditar.

A Espanha, que foi envolvida completamente hoje, merece respeito. Ainda é uma seleção de elite e vai vir forte para 2014, aprendendo com os erros apresentados nesta final. Acontece que o Brasil estava irresistível nesses últimos dias. Envolvido, motivado, reciclado, entrosado e, principalmente, encaixado. É um time de futebol, que Felipão conseguiu montar. Há de se reconhecer. De Julio César, que quando convocado foi alvo de muitos olhares cruzados, passando pelo brilhante Paulinho, de Neymar de atuações apagadas e um Fred que não desencantava, hoje o cenário parece ser outro.

Sempre fui muito desconfiado com a seleção brasileira. E acho que muita gente que está lendo esse post estava na mesma situação. Mas esse time, com Luiz Gustavo na marcação, uma linha de três atacantes e um monstro chamado Thiago Silva na defesa, me conquistou. E tomara que não me decepcione no ano que vem. A torcida foi reconquistada, vai empurrar o time, que não pode perder a pegada.

No Maracanã, a Espanha sentiu o primeiro golpe no início. Não esboçou reação, foi pressionado e não conseguiu botar em prática o seu esquema de futebol total. O jogo intenso brasileiro fez a Espanha se deparar com algo que não tinha encarado antes, e deu tudo certo.

É um título importante para reafirmação, mas o objetivo principal é 2014. Nasceu um time que saiu lá de baixo para emergir meteoricamente em quinze dias e impressionar o mundo. Garantia de título mundial ano que vem? Longe disso. Mas serve para mostrar que a seleção nacional do Brasil voltou forte. Falta um longo caminho, e a própria Espanha, assim como Itália, Argentina, Alemanha e Inglaterra estão de olho e virão fortes e concentrados para o Mundial.

O time de Felipão continua em obras, e o primeiro objetivo do técnico está cumprido.

Que cresça mais e mais até junho próximo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário