quarta-feira, 5 de junho de 2013

Vitória do Tigre, como se deve jogar

Fernando Ribeiro / Criciúma EC
Por mais que o Santos não seja o mesmo sem Neymar, o Criciúma apagou a falta de futebol do jogo contra o Fluminense e resolveu jogar bola. Solto, alternando jogadas, trabalhando em todo o campo, o time de Vadão, que dessa vez não armou uma linha de quatro volantes, venceu por 3 a 1. E podia ser mais, não fossem os erros da arbitragem.

É assim que o Criciúma foi campeão catarinense e é assim que deve jogar a Série A: com jogadas definidas, usando as laterais (e deve melhorar quando Suéliton voltar ao time), lançamentos de Lins, participação dos atacantes... Com o time qualificando mais, com a chegada confirmada de Morais, o elenco vai se cercando de jogadores experientes para encarar o Brasileirão.

O time vai mudar, mas o estilo não pode sair do que aconteceu contra o Peixe. E nada de mostrar um jogo em casa e outro fora. Quem não quer passar susto e tem a intenção de ir longe no Brasileiro precisa mostrar o seu melhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário