quarta-feira, 24 de julho de 2013

Erros que vão botar fim na era Arturzinho

Aqui em Juazeiro do Norte, o Joinville deu continuação a uma fase bem conturbada, que deve acarretar na queda do técnico Arturzinho. Apesar de ainda não ter sido confirmada pela diretoria, a saída do treinador é iminente. Ele nem quis dar entrevista para a imprensa depois do jogo.

O clima já estava bem complicado depois do que aconteceu no jogo contra a Chapecoense, com o presidente Nereu Martinelli descendo o sarrafo no treinador. Isso acabou tornando o ambiente praticamente insustentável, que só se resolveria se o time voltasse da excursão ao Nordeste com bons números. Foi ao contrário, um empate e uma derrota, jogando mal. Não tinha como segurar

O time parece que desaprendeu a jogar. Aquele time de antes da parada da Copa das Confederações desapareceu e não se sabe onde encontrar. Contra o Icasa, Arturzinho fez de tudo para recuperar o futebol perdido. Trocou um monte, mexeu aqui e ali e acabou se perdendo. Chegou a tirar  um meia do time para colocar um volante, precisando da vitória. Perdeu para um time comum que tinha apenas um jogador de qualidade.

A situação obriga um grande chacoalhão, e isso quer dizer que o caminho a ser seguido é o mais fácil, trocando o técnico. Não foi a incompetência de Arturzinho, mas o time que parece que desaprendeu a jogar de junho pra cá. Cadê o meio-campo que pressiona, os laterais que trabalham bem, o ataque oportunista? Ficou no meio do caminho. Nesses últimos dois jogos, o JEC mostrou ser um time que só tem jogadas pelas laterais, mas erra muitos cruzamentos. As jogadas pelo meio inexistem, e Lima precisa vir para o campo de defesa buscar bolas. Tudo errado.

Agora é saber quem vai pegar a bucha. Sérgio Ramirez é o caminho mais fácil, já que ele pertence à estrutura do clube. De outros nomes, é tudo chute.

Nenhum comentário:

Postar um comentário