quinta-feira, 25 de julho de 2013

O desafio de Drubscky

Em um dia, o Joinville demitiu Arturzinho e já arrumou um novo comandante.

Gostei da escolha de Ricardo Drubscky. Subiu o Atlético-PR no ano passado e tem boas recomendações.

Resta saber como ele irá lidar com alguns problemas no tricolor que custaram o cargo do Rei Artur. Num primeiro momento, ele terá no seu grupo dois jogadores conhecidos: Edigar Júnio, que jogou o parananense pelo sub-23, e Liguera, que foi afastado do grupo, segundo informações, a mando do presidente. Será que ele efetivará os dois à titularidade? Na minha opinião, eles merecem.

Outro problema: como ele lidará com Ricardinho, o capitão do time que não rende há tempo, e não se sabe se é meia ou volante? Arturzinho caiu, entre outras coisas, pela insistência com o jogador. E tem também a defesa, que parece ter entrado em crise, acumulando falhas que não apareceram antes da Copa das Confederações.

Aliás, o time deixou o futebol em algum lugar antes da parada. O jogo contra o Boa, na terça-feira, pode ser o inicio de uma nova arrancada. Nunca o JEC teve um elenco (não estou falando time) tão forte. Tem jogador titular no catarinense que não acha espaço sequer no banco de reservas, que agora pode ter 11 atletas.

Drubscky tem muitos limões na mão pra fazer limonada no time tricolor. Agora tem que ver se o gosto vai ser doce ou amargo lá em novembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário